Noticias

Apresentação das listas do Partido Socialista à Assembleia de Freguesia de São Brás e São Lourenço

O Centro de Convívio da Calçadinha foi hoje (13 de julho) palco da apresentação das listas do Partido Socialista à Assembleia de Freguesia de São Brás e São Lourenço, liderada pelo atual presidente da Junta de Freguesia, Joaquim Feijão.

A noite quente contou com animação musical a iniciar esta apresentação e, perante casa cheia, muitos ouviram as palavras de Joaquim Feijão, que começou por dizer que “a Calçadinha é especial” por ter quase toda a sua equipa presente, agradecendo posteriormente “o apoio e a compreensão que a população tem tido”.

Para o autarca, é uma “prova que todos juntos conseguimos, mais do que um só, e todos juntos vamos conseguir Elevar a Calçadinha, São Brás e São Lourenço e Elvas”. Acrescentando que “ainda há muito para fazer e, dentro das nossas possibilidades, vamos fazendo o que podemos”. Em termos de obras, entre outras, salientou “a renovação do centro de convívio, onde mudámos as janelas, as cortinas, o piso e foi dos primeiros a ter ar condicionado em todo o concelho”.

No final alertou para que “não se deixem enganar por aqueles que prometem fazer o que não fizeram em 20 anos e agora querem fazer tudo”.

Nuno Mocinha, que mais uma vez foi aplaudido de pé, começou por dizer que “se nota que estamos aqui em família”, referindo ainda que o candidato lhe agradeceu a confiança, “mas sou eu que te tenho de agradecer, com essa simplicidade e espírito de trabalho tens feito o que é necessário e mais do que isso e agradeço também à equipa que te acompanha, porque todos sabemos como é importante uma boa equipa”.

O candidato socialista elucidou ainda o presentes sobre o perigo que “se corre nestas eleições, de que haja fraturas na equipa e em que não estejamos todos a trabalhar no mesmo sentido”.

Para além disso, afirmou que “a população o que quer é ver os seus problemas resolvidos e, para nós, garanto, primeiro estão as pessoas e só depois os partidos”, no entanto explicou ainda, “não podemos olhar só para o nosso concelho. Temos que ter boas relações com as entidades externas, como seja a CCDRA, o Governo, as direções regionais, para conseguirmos muito mais”.

Nuno Mocinha deixou ainda um alerta a todos e em especial aos jovens: “têm de ir pensando como levar os outros a votar, ninguém pode ficar em casa”, acrescentando que no exterior olham “para os concelhos pelo ‘peso’ que têm”, referindo ter sido por isso que conseguimos, após o desbloqueio dos fundos comunitários, a Clínica de Alta Resolução no hospital; a Ferrovia; o Ciclo de Santa Luzia; as ETAR’s e as novas condutas e resolver a questão dos esgotos”, concluiu.

O cabeça de lista a esta freguesia rural do concelho de Elvas é Joaquim Feijão, seguindo-se Vitória do Céu Lérias, Maria Pinto Coré, Pedro Eduardo, Mafalda Eduardo, Hugo Balsinhas, Helena Malhado, Max Pinheiro, Susana Rita, Manuel Dimas, Fábio Calado, Daniela Branca, Ricardo Monraia, Leonardo Lanternas, Clarisse Branco, Manuel Maria Belmiro, Anatólio Balsinhas e Ana Sofia Babaroca.

As apresentações prosseguem na próxima segunda-feira, 17 de julho, em Vila Fernando, com a lista da União de Freguesias de Barbacena e Vila Fernando, a partir das nove da noite, no jardim desta localidade rural.

PS Elvas