Candidatura do Eng. Renato Santana Lopes e da proposta para um Centro Municipal de Negócios Transfronteiriço

A Coordenadora Concelhia de Portalegre da CDU anuncia que Renato José Marmelo Santana Lopes é o 5.º candidato à Câmara Municipal de Portalegre, na lista da CDU encabeçada por Luís Pargana.

Natural de Portalegre, com 31 anos, Renato Santana Lopes é Engenheiro Civil, licenciado pela Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Portalegre em 2007, e concluiu Pós-graduação em Tecnologias de Valorização Ambiental e Produção de Energia, em 2009.

Desempenhou os cargos de Engenheiro Estagiário nas Águas do Norte Alentejano, S.A. do Grupo Águas de Portugal e, como contratado, exerceu funções de Engenheiro para a Área do Planeamento e Contratação a Fundos Comunitários para Construção de Obra Público-Privado.

A partir de 2010 desempenhou funções de Diretor de Obra na Empresa António José Saraiva, S.A. para a Requalificação do Largo 25 de Abril em Almeida, Distrito da Guarda. Cumulativamente desempenhou funções de Diretor-Adjunto de Obra para a construção das ETAR’s de Loriga, Cabeça e Alvôco da Serra, no Distrito da Guarda.

Regressou a Portalegre em 2012 determinado a criar um grupo económico capaz de impulsionar o desenvolvimento da sua terra, criando empregos e riqueza, e oferecendo trabalho, honestidade e competência aliadas à competitividade industrial.

Presentemente é Administrador no Grupo FFR, grupo dedicado à Área da Panificação-Pastelaria-Moagem-Lojas-Cereais-Farelos, empregando cerca de 30 trabalhadores e administrando 6 Lojas em Portalegre e Alter do Chão. Este grupo integra as empresas “Pastelaria Algodão Doce, Lda” e “Farinhas & Gueifão, Lda” (indústria panificadora sedeada na Freguesia de Alagoa, concelho de Portalegre), de que é administrador.

Contando com a sua experiência na área da gestão industrial, comercial e do planeamento e contratação de fundos comunitários, a CDU anuncia como prioridade programática para o próximo mandato autárquico, a criação de um Centro Municipal de Negócios Transfronteiriço, dedicado à captação de investimentos para Portalegre, à dinamização do tecido empresarial do Município, apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas de Portalegre e à criação de emprego no território do concelho de Portalegre, rentabilizando a localização estratégica de Portalegre enquanto capital de um distrito que faz fronteira com a Estremadura Espanhola e se localiza a meio caminho entre Lisboa e Madrid.

Esta entidade municipal, a criar, será instalada no edifício municipal da antiga Sociedade União Operária, no Largo Serpa Pinto (junto à fonte da Boneca), contribuindo para a regeneração do centro histórico da cidade de Portalegre, atraindo pessoas e gerando dinâmicas.

O Centro Municipal de Negócios Transfronteiriço assumirá um papel mobilizador de sinergias com todos os empresários e potenciais investidores, bem como com outras entidades existentes, como o CACE, a BioBip, o NERPOR, a Associação de Agricultores, as Associações de Produtores Florestais, as Associações de Comerciantes e outras, desempenhando um papel catalisador para a atividade de todas elas, tendo em conta o interesse municipal comum e a revitalização da identidade industrial de Portalegre e da prosperidade do concelho.

Tornar realidade uma Feira Anual de Atividades Económicas, em Portalegre, é um dos objetivos deste Centro Municipal de Negócios Transfronteiriço, consolidando e projetando as boas práticas empreendedoras existentes no território.

 

Portalegre, 17 de julho de 2017

A Coordenadora Concelhia da CDU