Elvas: “Jovens e o poder local – um exercício de cidadania”

Views: 224

“Jovens e o poder local – um exercício de cidadania”

 No passado dia 5 de Julho, a Juventude Socialista de Elvas deu inicio à atividade que irá desenvolver até ao fim de Agosto, intitulada: “Jovens e o poder local – um exercício de cidadania”.

Esta iniciativa, que se materializa através de reuniões entre a equipa de trabalho da Juventude Socialista e os membros executivos das juntas de Freguesia do nosso concelho, tem como principal objetivo compreender a importância da atividade das juntas de freguesia no seio da população e quais os desafios que estas enfrentam diariamente.

Posteriormente, a Juventude Socialista de Elvas tenciona também organizar atividades e projetos direcionados aos pontos chave agora reconhecidos, onde o apoio e colaboração com as juntas de freguesia seja não apenas possível, mas profícuo.

A reunião inaugural desta iniciativa aconteceu na junta de freguesia da Assunção, Ajuda, Salvador e Santo Ildefonso, contando com a presença do presidente de junta José Laço, e membros da sua equipa executiva.

Um dos grandes focos da reunião relacionou-se com a envolvente social da freguesia, alicerçada a projetos de colaboração e atividades dinamizadoras de uma politica de proximidade que neste caso, são razão motriz de uma confiança e entendimento bastante claros entre os elvenses e a junta de freguesia.

Foi o grande pontapé de saída de uma iniciativa que será finalizada com uma reunião com o presidente da Camara Municipal de Elvas, a fim de transmitir o balanço final da experiência ao órgão máximo do nosso concelho.

Nas palavras do coordenador concelhio da JS de Elvas, Bruno Mocinha, “Este será um Verão em movimento, em atividade constante pelo nosso município, mas acima de tudo, um verão de crescimento e aprendizagem para nós jovens socialistas, empenhados em possuir um papel ativo e constante junto da população elvense”.

A Juventude Socialista de Elvas quer deixar o seu agradecimento à equipa executiva da Junta de Freguesia da Assunção, Ajuda, Salvador e Santo Ildefonso pela forma como nos recebeu, e em particular ao presidente José Laço, que desde cedo se mostrou disponível a “abraçar” esta iniciativa.