|

Évora: Quatro antigas escolas primárias desativadas colocadas à venda em hasta pública

escola_primariaÉvora, 07 fev (Lusa) – Quatro antigas escolas primárias de Évora, algumas já desativadas há mais de duas décadas, vão ser colocadas à venda em hasta pública em março, com valores base de licitação entre os 37 mil e os 67 mil euros.

“A intenção é ceder os edifícios a privados para realizar receita e, por outro lado, permitir que se fixem mais famílias em Évora”, disse hoje à Agência Lusa o presidente da Câmara Municipal, José Ernesto Oliveira.

Propriedade do município alentejano, as quatro antigas escolas primárias, todas situadas em zonas rurais do concelho, possuem uma área coberta que varia entre os 88 e os 169 metros quadrados e entre mil e dois mil metros quadrados de área descoberta.

“É património que já está fora de utilização e que não consta da atual carta escolar”, explicou José Ernesto Oliveira, alegando que os edifícios “já estão encerrados há muitos anos, alguns há mais de duas décadas”.

As escolas de S. Marcos da Abóbada, de S. Jordão e do Moinho de Mau Cabelo, na freguesia de Torre de Coelheiros, e de Sousa da Sé, na freguesia da Senhora da Saúde, poderão ser adquiridas para efeitos de habitação, restauração ou comércio.

“Estas escolas estão situadas em locais de paisagens bastante bonitas e poderão ser utilizadas como primeira habitação ou segunda habitação, beneficiando de todo o enquadramento paisagístico”, observou o autarca.

De acordo com José Ernesto Oliveira, o município “há bastante tempo que pretendia realizar esta operação” para canalizar receitas para “o parque escolar do concelho, onde os investimentos já ascendem a mais de 20 milhões de euros”.

“Queremos continuar a investir na renovação e completa atualização do parque escolar, desde a construção de novas escolas até à melhoria do parque existente, quer na cidade quer nas freguesias rurais”, referiu.

O ato público está agendado para as 09:30, no dia 10 de março, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

SYM.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/Tudoben

Tags:

Deixar um comentario