6º Festival Internacional de Música de Marvão

Views: 151

6º Festival Internacional de Música de Marvão
De 19 a 28 de julho

O 6º Festival Internacional de Música de Marvão (FIMM) arranca sexta-feira, dia 19 de julho, e prolonga-se até dia 28, com mais de 40 concertos e outros eventos, protagonizados por cerca de 400 artistas de diferentes nacionalidades, muitos deles em estreia absoluta em Portugal.

A Gala de Abertura BPI “la Caixa” (dia 19) tem início agendado para as 19h30, no Pátio do Castelo de Marvão, com a presença da Ministra da Cultura, Graça Fonseca, e as atuações da soprano Juliane Banse, do violoncelista Aurélien Pascal, do trompetista Felix Klieser, e da Orquestra de Câmara de Colónia, com direção do Maestro Christoph Poppen.

Teresa Salgueiro, Juliane Banse, Orquestra de Câmara de Colónia, Orquestra de Câmara de Israel (estreia em Portugal), Banda Sinfónica Portuguesa, Teatro Nacional de São Carlos, Plural Ensemble (Madrid), Divino Sospiro, Coro Ricercare, Clara-Jumi Kang, Camerata Nov’Arte, Banda Euterpe, Javier Perianes, Niek Baar e Storioni Trio, são alguns dos nomes que vão atuar em Marvão.

O programa integra também o mentor do FIMM, Christoph Poppen, bem como Samuel de Beck Spitzer, Sunhae Im, Trio Aventure, Marvão Festival Chorus, Marvão Festival Orchestra, John Potter, Inga Fiolia, Dominik Köninger, Felix Klieser, Filipe Pinto-Ribeiro, Flex Ensemble, Florian Berner, Ben Kim e Benjamin Moser, entre outros.

Além dos concertos, o Festival vai incluir ainda exposições, cinema, concertos para crianças, visitas guiadas e apontamentos gastronómicos.

O FIMM vai ter ligação gratuita entre Lisboa e Marvão para transporte de público, e o espaço para crianças “Coração Delta”, onde os pais podem deixar os mais pequenos enquanto assistem aos concertos. Para o público em geral está também disponível a aplicação móvel para Android e iOS com programa, informações e funcionalidades úteis.

Na última edição, cerca de 7.500 visitantes assistiram aos 10 dias de programação nos concelhos de Marvão, Portalegre e Valencia de Alcántara (Espanha) e, pela primeira vez, também de Castelo de Vide. O Festival registou uma participação recorde de artistas portugueses, entre os mais de 300 artistas de mais de 20 nacionalidades presentes.