Arte: Exposição em Évora mostra obras de Paula Rego incluídas na Colecção Manuel de Brito

Views: 658

evoraÉvora – Um total de 38 obras de Paula Rego, uma das mais conceituadas artistas plásticas portuguesas, estão patentes em Évora até 23 de Maio, numa exposição no Fórum Eugénio de Almeida com trabalhos pertencentes à Colecção Manuel de Brito.

A mostra, patente desde ontem, abrange as diferentes fases da artista, desde as colagens, aos objectos em pano, aos desenhos ou às ilustrações de livros.

Trabalhos das principais séries de obras gráficas da artista e um estudo para o grande painel da National Gallery de Londres, cidade onde se radicou, também fazem parte da exposição.

A iniciativa é promovida pela Fundação Eugénio de Almeida (FEA), de Évora, e apresenta peças da autoria de Paula Rego incluídas na colecção Manuel de Brito (1928-2005), fundador da Galeria 111.

O galerista, juntamente com a sua mulher, Maria Arlete Alves da Silva, acompanhou desde o início a evolução da carreira de Paula Rego, reunindo um importante acervo de obras da artista.

Depois da sua morte, o acervo, constituído ao longo de 40 anos e do qual fazem também parte trabalhos de praticamente todos os artistas que expuseram na Galeria 111, com destaque para os portugueses, deu origem ao Centro de Arte Manuel de Brito (CAMB), em Algés (Oeiras).

A comissária da exposição “Paula Rego na Colecção Manuel de Brito”, Maria Arlete Alves da Silva, explicou  à agência Lusa que, em Évora, podem ser apreciados trabalhos da artista plástica “desde os anos 60 até à actualidade”.

“A exposição é representativa de toda a produção da Paula Rego, com quem trabalhamos há quase 40 anos. Sempre que era possível, adquiríamos obras dela e, agora, para levar para Évora, seleccionei um conjunto de peças adequado à dimensão do espaço”, explicou.

O objectivo, acrescentou, foi também apresentar no Fórum Eugénio de Almeida “obras significativas das várias técnicas” a que a artista se tem dedicado, ao longo do seu percurso.

A juntar a isso, a exposição de Évora apresenta três bonecas criadas por Paula Rego, pertencentes à colecção privada de Maria Arlete Alves da Silva.

“São três bonecas de pano, sobre os contos tradicionais portugueses, que foram feitas por ela, que ofereceu duas delas aos meus filhos”, desvendou.

A comissária da mostra destacou ainda que “o encanto de Paula Rego” é o facto de, na sua criação artística, “ela subverter tudo”, sendo o seu universo “extremamente alucinante”.

A iniciativa da FEA pode ser visitada diariamente, das 09:30 às 18:30, estando disponíveis visitas guiadas e actividades para estudantes e famílias.

Criada em 1963, por Vasco Maria Eugénio de Almeida, a FEA tem por missão promover o desenvolvimento integrado da região de Évora, numa perspectiva de valorização do capital humano e da sustentabilidade, através da criação de oportunidades culturais, educativas e sociais.

RRL.

Lusa/Tudoben

Comments: 0