Beja: Espetáculo “Ciclo do Vinho de Talha”

Views: 111

No próximo dia 28 de novembro, no âmbito do 4º aniversário da classificação do Cante Alentejano como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, o Grupo Juvenil Coral e Etnográfico Rouxinóis do Alentejo apresenta o espetáculo “Ciclo do Vinho de Talha” numa organização da Câmara Municipal de Beja, do Centro UNESCO para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial – Beja e da Associação Rouxinóis do Alentejo com o apoio de várias entidades, como a Câmara Municipal da Vidigueira, de Cuba, a Vitifrades e a Herdade do Esporão.

O Grupo Juvenil Coral e Etnográfico Rouxinóis do Alentejo foi formado no ano 2000 na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Beja, com o objetivo de representar Portugal num festival juvenil de música na Hungria.

Nos oito anos seguintes, os Rouxinóis cantaram inúmeras modas do Cante alentejano e ao mesmo tempo apresentaram várias histórias etnográficas (Ciclo do pão, Ciclo do azeite, Por esses Campos fora…) com o recurso a mímica e a vários utensílios pertencentes às artes e ofícios tradicionais do Alentejo.

Há cerca de dois anos os Rouxinóis do Alentejo regressaram ao ativo com o apoio dos padrinhos Cantadores do Desassossego.

O grupo é formado por cerca de 30 crianças do 1º ciclo e 2º ciclo que ensaiam ao longo do ano letivo, uma vez por semana, com os professores Joaquim Mariano e José Diogo no Centro Unesco para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial – Beja, instituição que os tem apoiado.

Apresentam agora um novo espetáculo musical e etnográfico dedicado ao “Ciclo do Vinho”, com o Vinho de Talha como tema. Este é o património milenar que se encontra em processo de candidatura a Património Cultural Imaterial da UNESCO, numa iniciativa liderada pela Câmara Municipal de Vidigueira e que conta também com o apoio da Câmara Municipal de Beja.

Neste espetáculo de uma hora, os Rouxinóis do Alentejo recriarão as várias fases do Ciclo do Vinho, da produção àcomensalidade que o Vinho de talha sempre proporcionou.

A estes jovens de várias proveniências e contextos juntar-se-ão vários músicos e cantadores de reconhecida mestria, num espectáculo que pretende homenagear o Cante, o Vinho de Talha e o Alentejo. A entrada é livre.

CMB