CCDRA conheceu projetos financiados em Elvas

Views: 106

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA) realizou nesta manhã de sexta-feira, dia 6, uma visita de trabalho a Elvas.

O presidente António Ceia da Silva foi recebido nos Paços do Concelho pelo presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha, e pelo vice-presidente Cláudio Carapuça.

Nesta visita a Elvas, o presidente da CCDRA visitou a obra em curso na Escola Básica 2,3 Nº 1 de Elvas, assim como o Museu de Arqueologia e Etnografia António Tomás Pires para conhecer de perto a evolução destes projetos cofinanciados.

António Ceia da Silva referia assim ser “com muito gosto que estou hoje aqui a visitar obras que são apoiadas pelo Plano Operacional. São obras de grande envergadura, com grande valor e uma mais-valia para o território”, afirmou.

O presidente da CCDRA deixou os parabéns pela construção da nova escola, que será, “com certeza, das obras mais significativas quer em termos de investimento, quer também do ponto de vista da educação e social”, acrescentando que ficou “extremamente impressionado com ela, é uma obra única. Este é também um museu com uma dignidade de nível nacional e não tenho dúvidas que será um museu premiado, pela sua arquitetura, mas também pela forma como foi planeado”.

Nesta passagem por Elvas foram ainda abordados “aspetos relacionados com alguns projetos que estão em execução, por parte da Câmara Municipal, e que ainda estão para ser avaliados. Tudo faremos para ajudar e colaborar com todas as autarquias, do ponto de vista de acelerar este quadro comunitário”.

António Ceia da Silva falou ainda das acessibilidades, nomeadamente da importância da ligação Sines – Caia, da ligação A6 à A23, e da plataforma logística, referindo assim que “tudo faremos para que estes temas não saiam da agenda política, do ponto de vista da política regional e nacional”.

O presidente da Câmara Municipal de Elvas explicou que “hoje pudemos revisitar aquilo que é a estratégia de Elvas, e que no passado pensámos que poderia ser o nosso futuro”. Referindo que visitaram “o presente: indo à escola que é, sem dúvida, uma das maiores obras que o Município de Elvas tem, não só pelo investimento, mas pela importância que ela tem. E fizemos uma visita ao futuro: visitando um museu que está terminado, e que se prevê que seja inaugurado no mês de janeiro”.

O autarca explicou que o Município de Elvas tem “um percurso a fazer no que toca a financiamentos. Como é do conhecimento geral, a escola não tem todo o financiamento assegurado. Na futura residência de estudantes também há trabalho a fazer porque ainda não conseguimos assegurar todo o financiamento. Mas também há trabalho a fazer em não deixar fugir da agenda política grandes projetos, de acessibilidades, e um do qual se fala muito, que é a questão da plataforma logística, que é um processo complexo, que já teve vários desenvolvimentos e nós nunca desistimos dela”.

Concluindo que viu, da parte da CCDRA e do seu presidente “uma grande disponibilidade para trabalharmos em conjunto”.