Elvas: Cinco filmes em exibição no mês de junho, no Auditório São Mateus

Views: 1528
O cinema em junho apresenta quatro propostas para as noites de sexta-feira e uma para o público infantil.

Assim sendo, esta sexta-feira, dia 2, o filme em exibição, para maiores de 12 anos, é “Velocidade Furiosa 8”, a partir das nove e meia da noite no Auditório São Mateus.

Agora que Dom e Letty estão em lua-de-mel, e Brian e Mia se afastaram, o resto do grupo foi exonerado, tendo a equipa encontrado algo semelhante a uma vida normal. Mas quando uma misteriosa mulher seduz Dom para o mundo do crime, este acaba por trair aqueles lhe são mais próximos, pondo-os à prova. A força de elite vai atravessar o mundo para impedir que um anarquista lance o caos no cenário mundial.

“A Cidade Perdida de Z” é o filme que vai ser exibido, no dia 9 de junho, pelas nove e meia da noite, para maiores de 12 anos.

Em 1906, o inglês Percy Fawcett (1867-1925) inicia uma série de expedições à América do Sul. A princípio, as missões destinavam-se a cartografar as fronteiras entre a Bolívia e outros países, seguindo o curso dos afluentes do Amazonas para a Royal Geographic Society; mais tarde, como entusiasta da antropologia – ciência que dava os primeiros passos–, queria compreender a fundo as culturas indígenas.

A animação infantil vai estar em destaque no domingo, 11 de junho, pelas quatro da tarde, com “A Bailarina”. Um filme que se passa em Paris, 1880. A viver num orfanato desde muito pequena, Felícia, de 11 anos, sonha tornar-se bailarina. A sua paixão revela-se a cada momento da sua vida e cada lugar lhe parece um palco onde rodopia e faz “pliés”, ao mesmo tempo que fantasia com os aplausos de grandes plateias. Um dia, acompanhada por Victor, o seu melhor amigo – que deseja mostrar ao mundo as suas grandes invenções –, decide fugir. Os dois rumam a Paris, a cidade das luzes, onde lhes tudo parece possível.

Felícia inscreve-se como aluna na famosa escola da Ópera de Paris, considerada uma das maiores e mais tradicionais companhias de dança do mundo, onde espera aprender tudo do que necessita. Como o que lhe falta em técnica sobra em determinação, esta menina corajosa sente-se capaz de enfrentar todas as adversidades e conquistar o título de “prima ballerina”…

No dia 16 aproveite para ver “Música a Música”, para maiores de 14 anos, e em exibição pelas nove e meia da noite.

Com um festival a decorrer na cidade de Austin, Texas (EUA) – conhecida como “a capital mundial da música ao vivo” –, a narrativa segue o esforço de dois casais apaixonados para se encaixarem no panorama musical. Mas o encontro entre os quatro vai dar origem a uma disputa sentimental em que o amor constantemente se confunde com obsessão, traição e mentira…

O mês de junho encerra com a exibição de “Piratas das caraíbas: Homens Mortos não contam histórias”, para maiores de 12, a partir das 21.30 horas, no dia 23.

Desta vez, o inimigo a enfrentar é o impiedoso Armando Salazar, um capitão da marinha espanhola que lidera um exército de marinheiros fantasmas disposto a exterminar todos os piratas à face da Terra. Ameaçado de morte, a única esperança de salvação de Sparrow consiste em encontrar o Tridente do deus Poseidon, que dá a quem o possui o total domínio dos sete mares…

Os ventos da má sorte começam a soprar ainda com mais força quando os fantasmas dos marinheiros mortos, liderados pelo terrível Capitão Salazar, escapam do Triângulo do Dia-bo, empenhados em matar todos os piratas.

Bilhetes à venda, durante a semana, no Posto de Turismo da Praça da República, e uma hora antes da sessão no Auditório São Mateus.

CME