Elvas Mundialito reúne mais de 170 equipas e 2600 atletas

Views: 108
A 11ª edição do Mundialito de Futebol foi apresentada, em conferência de imprensa, esta terça-feira, dia 14, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com a presença do presidente da Câmara Municipal de Elvas, comendador José Rondão Almeida; do vereador Hermenegildo Rodrigues; do vereador do Desporto de Badajoz, Juan Márquez; da alcaldesa de Santa Marta, Ana Noriega; do alcaide de Albuera, Manuel González e do responsável pela organização Eugenio Cuadrado.
 
A organização do evento cabe à ASDEFUBA – Associação Deportiva Funcionarios de Badajoz e conta com a participação de mais de 2600 atletas, entre os 5 e os 15 anos, em representação de 170 clubes. São esperados, entre 17 e 19 de junho, mais de 12000 visitantes nos locais dos jogos.
 
A iniciativa tem como objetivo promover o desporto em idade escolar, sendo já um dos principais eventos da Península Ibérica de formação, e envolve cerca 400 jogos, com equipas de primeiro nível nacional e internacional, como o Benfica, Porto, Sporting, Sevilha, Leganes e Albacete.
 
O presidente da Câmara salientou as “excelentes infraestruturas desportivas para a prática das modalidades”, sendo um investimento a pensar na “formação”. Sobre o evento referiu ser “extremamente importante para a formação dos jovens e para o desenvolvimento económico da região onde se desenvolve um torneio desta natureza”, acrescentando que são “mais de 12 mil pessoas, durante três dias, nesta região e com isto a nossa economia mexe”.
 
No final deixou um agradecimento às entidades que colaboram com este evento, sobretudo uma organização com estas características, sendo fundamental este intercâmbio para todos os envolvidos.
 
Juan Márquez salientou que este é “um dia bonito para o desporto”, sendo uma “ferramenta que une os irmãos”. “Vamos na 11ª edição e cada vez temos mais envolvidos e mais visibilidade”. Para este, é também importante por “trazer a estas localidades pessoas que, possivelmente, não iriam”, salientando “o convívio entre todos ao longo destes três dias”.
 
Ana Noriega, referiu o benefício para uma povoação como Santa Marta, “com tanto para oferecer, desde os museus à gastronomia, ou vida noturna”, para além da “visibilidade que dá à localidade” desejando “que os participantes se sintam em casa”.
 
Manuel Gonzalez sublinhou a importância do evento “para dinamizar o desporto de formação”, referindo que para “muitas crianças e jovens, o desporto, entre o qual o futebol, é a forma de se manterem ativos”. Reforçou o “apoio ao desporto e ao Mundialito”.
 
O vereador Hermenegildo Rodrigues afirmou ser “um orgulho receber este evento, que tem a sua sessão solene de abertura em Elvas, na sexta-feira, dia 17”, e manifestou a “disponibilidade total para receber e colaborar com toda a organização”.
 
Eugenio Cuadrado, da organização, salientou o “vínculo que se criou há 11 anos” e “entre as localidades de Elvas, Badajoz, Albuera e Santa Marta”, sendo este um “evento transfronteiriço, que se realiza em zonas rurais e enriquece o Alentejo e a Extremadura”. Deixou um agradecimento especial aos voluntários envolvidos, “pois sem eles não seria possível levar a cabo um evento desta natureza”.