Encontro “O Direito à Cidade: Especificidades Dos Centros Históricos Património Mundial” assinala 36.o aniversário da classificação do centro histórico de Évora

Views: 80

No próximo dia 25 de novembro, sexta-feira, a Câmara Municipal de Évora, em conjunto com outras
entidades, assinala o 36.o aniversário da classificação do centro histórico de Évora como Património
Mundial, pela UNESCO, com a realização de um encontro no Palácio de D. Manuel. A iniciativa visa
debater o impacto do crescimento dos fluxos turísticos e da gentrificação nos centros históricos
Património Mundial, que comprometem a sua função habitacional e a salvaguarda dos direitos dos
seus moradores.
Para a organização, “impõe-se antecipar e resolver estes problemas antes que eles se venham a revelar fatais
para estes territórios como cidades vivas que devem ser, mobilizando as entidades públicas cuja intervenção tem
que se tornar real e crescer, em consonância com a participação e vontade dos seus habitantes.”
O encontro vai contar com intervenções de entidades públicas e privadas nas áreas da Cultura, Património,
Reabilitação e Gestão Urbana, Comércio, entre outras. A comissão promotora integra, para além da autarquia
eborense, a Associação Comercial do Distrito de Évora [ACDE], a Associação Portuguesa para a Reabilitação
Urbana e Proteção do Património [APRUPP], o Grupo Pro-Évora, o Movimento de Defesa do Centro Histórico de
Évora [MDCHE] e a União das Freguesias de Évora. Para obter mais informações sobre o evento, de acesso gratuito
mediante inscrição prévia, pode aceder ao portal do município em www.cm-evora.pt.