Exposição “A Mulher nas Colecções do Arquivo Fotográfico da Câmara Municipal de Évora”

Views: 112

Exposição “A Mulher nas Colecções do Arquivo Fotográfico da Câmara Municipal de Évora” mostra a imagem da mulher nos últimos 150 anos

 

As comemorações do Dia Internacional da Mulher são o mote para a exposição “A Mulher nas Colecções do Arquivo Fotográfico da Câmara Municipal de Évora”, cuja fonte é o amplo acervo do Arquivo Fotográfico do município. A inauguração está marcada para a próxima quinta-feira, 07 de março, às 17h30, efetuando-se a concentração no Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, onde será visitado um dos núcleos, após o qual será inaugurado o núcleo patente na Biblioteca Pública de Évora. No final terá lugar um pequeno concerto musical onde serão interpretados temas compostos exclusivamente por mulheres. A exposição poderá ser apreciada até 30 de março.  

O conjunto de fotografias expostas (provas fotográficas originais e reproduções digitais de negativos a preto e branco e de provas fotográficas originais) é o resultado da pesquisa de sinais de narrativas e imagens iconográficas do tema nas diferentes colecções do Arquivo Municipal que, de uma forma, selectiva e subjectiva, remete para a percepção e representação da imagem da mulher nestes últimos 150 anos.

A selecção das imagens correspondeu, por um lado, a uma escolha que teve em conta as diferentes colecções existentes no Arquivo, procurando que a mesma fosse tão abrangente quanto possível e, por outro lado, a uma preocupação cronológica que permitisse plasmar as imagens ficcionadas do estatuto da mulher nos diferentes períodos históricos e na obra dos diferentes fotógrafos. Assim, através da seleção efetuada, retratos de estúdio, reportagens ou fotografias artísticas, foi possível elaborar um documento social, etnológico e cronológico da evolução do estatuto da mulher e da sua representação social ao longo de um arco temporal que vai desde 1870, até aos inícios do séc. XXI.

Através dos olhares de Maria Eugénia Reya Campos (primeira mulher fotógrafa portuguesa), António Maria Serra, Ricardo Santos, José Pedro Braga Passaporte (fotógrafo da Casa Real), Ricardo Santos, Estevão de Oliveira Fernandes, Francisco Manuel Fialho, Mário da Gama Freixo, Joaquim da Silva Nogueira (Photo Brasil), Eduardo Nogueira, David Freitas, António Passaporte, Marcolino Silva e Paulo Nuno Silva foi possível revelar vários testemunhos do dia-a-dia, dificuldades do mundo de trabalho e de afirmação das mulheres num mundo masculino.

Elas surgem-nos, ora incógnitas, ora identificadas, exibindo os seus privilégios, ao lado de outras, resignadas ou indiferentes, irreverentes ou pioneiras da afirmação orgulhosa da sua identidade de género.

Assim, a pesquisa efectuada permitiu trazer para as paredes do espaço expositivo, a burguesa do séc. XIX, a mulher confinada ao espaço doméstico, as operárias fabris das primeiras unidades industriais da região (incluindo o trabalho infantil, no feminino), as camponesas alentejanas e das serras algarvias, as primeiras empregadas de serviços, as artistas dos palcos lisboetas e eborenses, as funcionárias da autarquia de Évora, ou as mulheres anónimas que o olhar do artista/fotógrafo soube enobrecer.

A iniciativa conta com o apoio da Direção Regional de Cultura do Alentejo/ Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo e da Biblioteca Pública de Évora que acolhem a exposição.

A exposição pode ser visitada diariamente entre as 09h00 e as 12h30 e as 14h00 e as 17h30. Encerra ao domingo (Biblioteca) e à segunda-feira (Museu).

CMÈ

 
 
 
 
Área de anexos