Fundação Eugénio de Almeida acolhe exposição de fotografia contra a Violência infantil

Views: 98

Alcáçovas, 08/07/2021 – Como se sentirá uma criança após ser agredida por um adulto? Foi
esta a pergunta de partida para as fotos contra a violência infantil, tiradas por jovens da vila
alentejana de Cuba que, agora vão estar em exposição no Centro de Inovação Social da
Fundação Eugénio de Almeida, em Évora, entre 9 e 30 de julho.
Concebida em parceria pelo Projeto Cuba (Con)Vida CLDS 4G da Terras Dentro – Associação
para o Desenvolvimento Integrado, em conjunto com a CPCJ de Cuba, com a Escola
Profissional de Cuba e o Município de Cuba, esta iniciativa, desafiou os jovens para de forma
voluntária, utilizarem a fotografia respondendo à pergunta e, desta forma, sensibilizarem toda
a comunidade para a prevenção urgente dos maus-tratos a crianças e jovens.
Esta exposição, que a Fundação Eugénio de Almeida agora acolhe, pretende mostrar que é
possível quebrar a violência se nos colocarmos na pele de quem a sofre. E, o desafio aos jovens
do 1º ano de CEF do Curso de Fotografia da Escola Profissional de Cuba, foi precisamente
envolvê-los neste trabalho, onde foram fotógrafos e modelos, mostrando a força das suas
imagens.
É precisamente a força das suas imagens que fica bem patente nesta exposição. São gritos de
dor, em silêncio, que ecoam nestas fotografias e nas suas legendas. Os visitantes são, desta
forma, desafiados a refletirem sobre este tema.
Enquadrada na atividade do Centro de Inovação Social da Fundação Eugénio de Almeida,
enquanto espaço de comunidade e comunidades, esta exposição, contribui assim para a
sensibilização e incentivo à geração de novas soluções sociais para um problema social
importante e com forte impacto na vida das vítimas.
A exposição é de entrada livre, podendo ser visitada de segunda a sexta-feira, entre as 10h00 e
as 17h00.