Fundação Nossa Senhora da Esperança inaugura “Museu de Tiflologia” e “Centro de Arte e Cultura FNSE”

Views: 149

A Fundação Nossa Senhora da Esperança, em Castelo de Vide, anunciou a inauguração no próximo dia 15
(terça-feira) do Centro de Experiência Viva – Museu de Tiflologia ( 1ª fase) e o início do funcionamento do seu
novo Centro de Arte e Cultura FNSE.
A cerimónia de inauguração destes dois novos equipamentos culturais antecederá a sessão de abertura do I
Congresso Internacional Ciência e Tiflologia “A Cegueira em Contexto Científico” que decorre de 15 a 17 de
Junho em “streaming” a partir de Castelo de Vide.
Instalado numa edificação existente sobre um baluarte seiscentista, o Centro de Experiência Viva – Museu de
Tiflologia inclui o espólio histórico da Fundação na área da tiflologia e outras contribuições que lhe foram
confiadas, constituiu o Centro de Investigação em Tiflologia, uma Biblioteca Braille disponível para consulta e
investigação, e inclui um Jardim Sensorial no espaço exterior adjacente onde já está a ser desenvolvido o
projeto tecnológico “Pôr as árvores a falar” ou “As Oliveiras Dialogantes”.
O Centro de Investigação em Tiflologia Professor Augusto Deodato Guerreiro vai permitir o desenvolvimento
de projetos de investigação numa nova ciência – a “tiflolociência“ – e este projeto das “árvores dialogantes”
permitirá instalar no Jardim Sensorial, diversas outras formas tecnológicas de aflorar os sentidos.
Exposição "Aromas que nos guiam"
A abertura do Centro de Arte e Cultura FNSE será feita com a inauguração da exposição "Aromas que nos
guiam" que tem a curadoria de Lúcia Bertazzo, Doutoranda em Museologia na Universidade Lusófona, Cátedra
Unesco.
Este novo CAC – Centro de Arte e Cultura da Fundação Nossa Senhora da Esperança apresentará uma
programação regular, assente no diálogo com o território, que já está definida até ao final do corrente ano.
A missão cometida ao centro é a de proporcionar ao público a possibilidade de acesso universal a objetos
artísticos transversais às várias áreas da criação, bem como promover o desenvolvimento de novos projetos,
apoiando o desenvolvimento humano, social e económico através de programas de educação pela arte e
interação transgeracional.
Congresso reúne 28 conferencistas de 6 países
O I Congresso Internacional Ciência e Tiflologia reúne uma plêiade de 28 conferencistas de 6 países que farão
em conjunto entre 15 e 17 de Junho um ponto de situação sobre a investigação em tiflologia. Os trabalhos
decorrem em “streaming” (à distância) e as inscrições são gratuitas e estão abertas (AQUI).
A Fundação Nossa Senhora da Esperança (FNSE)
Fundada em 1863, a Fundação Nossa Senhora da Esperança (FNSE) teve a sua génese na criação de dois Asilos:
o Asilo de Cegos de Castelo de Vide, com o objetivo de albergar cegos de todas as faixas etárias, e o Asilo do
Espírito Santo, com a finalidade de alimentar temporariamente, menores órfãos e meninas sem-abrigo. Em 11
de novembro de 1987, verificou-se a integração das duas entidades na atual Fundação Nossa Senhora da
Esperança.
Atualmente, a Fundação gere duas estruturas residenciais para idosos, o Centro de Experiência Viva – Museu
de Tiflologia e o Centro de Arte e Cultura FNSE.