Grândola: Comemorações do Dia do Concelho  Município realiza visitas a dois importantes edifícios do século XVIII recentemente requalificados

Views: 111

Comemorações do Dia do Concelho 

Município realiza visitas a dois importantes edifícios do século XVIII recentemente requalificados

No dia 22 de outubro, em que se cumprem 478 anos da atribuição da Carta de Foral (1544), o Município de Grândola vai abrir ao público, para visitas, os antigos Paços do Concelho e a Casa Frayões Metellos, edifícios históricos datados do século XVIII que receberam profundas obras de requalificação. Uma oportunidade única de visitar estas duas importantes edificações antes de se iniciarem os trabalhos de instalação das suas novas funcionalidades. 

Os dois edifícios, que se encontravam com graves problemas estruturais, estão agora totalmente reabilitados e adaptados às funcionalidades e requisitos de conforto e acessibilidade – podendo ser utilizados em pleno e por todos.

Recorde-se que o edifício dos antigos Paços do Concelho é uma construção com dois pisos onde funcionavam os serviços da câmara e a sala de audiências do tribunal — no piso nobre (superior) — ficando o piso inferior reservado à cadeia e alojamentos dos funcionários destes serviços. Foi construído no lado norte da Praça da Vila, numa implantação peculiar relativamente à Igreja Matriz localizada numa praça adjacente. Os dois edifícios têm a mesma orientação e ambos os campanários se localizam no mesmo sítio em relação ao corpo da edificação, como que numa competição de poderes – o religioso e o municipal.

A Casa Frayões Metellos, localizada na Rua Vaz Pontes, é considerada um dos mais importantes edifícios nobres da vila. Casa senhorial, foi residência de várias famílias da governação local. O Município adquiriu o imóvel em 1866 para instalar a administração do concelho, a Conservatória do Registo Civil e Predial, a repartição da Fazenda Pública, e as Escolas do Ensino Primário. Na década de 1930, estavam aqui instaladas a Repartição de Finanças, a Tesouraria da fazenda Pública, a Escola e as residências dos Professores. No século XX, o edifício foi ainda ocupado por outros serviços, como a Biblioteca Fixa da Fundação Calouste Gulbenkian.

Estas duas intervenções vêm reforçar a atual política municipal de valorização e preservação do património histórico, refletindo o intenso trabalho que tem sido desenvolvido nos últimos anos visando a salvaguarda de bens e da memória coletiva.

Os trabalhos de requalificação realizados representam um investimento global superior a um milhão e quinhentos mil euros (612 485,27 € relativamente aos antigos Paços do Concelho e 904 164,46 €  no que concerne à Casa Frayões Metellos) com a comparticipação financeira FEDER superior a oitocentos e vinte mil euros, no âmbito do Programa Operacional Alentejo 2020 (358 387,43 € referente aos antigos Paços do Concelho e  463 024,13 € para a Casa Frayões Metellos).