Grândola tem a partir de hoje, um centro de acolhimento com 2000m2 nos pavilhões do Parque de Feiras, preparado para resposta polivalente ao COVID 1

Views: 152

 

A Câmara, liderada por António Figueira Mendes, adaptou na última semana
este equipamento municipal com capacidade para albergar 100 pessoas (40
em quartos isolados e 60 em espaço comum), com uma área de 2000m2,
estando preparado para funcionar como centro de acolhimento, podendo
dentro das necessidades, evoluir para unidades temporárias de acolhimento
militar, forças de segurança, corpo de bombeiros e em necessidades mais
estremas passar para hospital de campanha.
 
O autarca da Vila Morena espera “que a situação no Concelho não se
agrave” mas acrescenta que “temos que estar preparados e tomar as
medidas necessárias para enfrentar essa possibilidade e combater a
pandemia que se encontra atualmente na fase de mitigação”. Neste sentido
os pavilhões estão equipados para dar uma resposta polivalente, bastando
para tal a existência de profissionais nas diversas áreas. O espaço contempla
casas de banho, incluindo duches, para ambos os sexos e para pessoas com

mobilidade reduzida, farmácia, espaço para logística e refeições, zona de
triagem, gabinetes médicos e de enfermagem, e outros espaços polivalentes
para funcionamento do Hospital de Campanha.
 
O Presidente da Câmara refere ainda que “para além desta resposta do
Município, estão também a ser preparados quatro Centros Comunitários
para acolherem mais 64 pessoas”, que contam também com o contributo de
agentes económicos do Concelho.
 
De referir que a autarquia tem à disposição dos profissionais de saúde, desde
o passado dia 23 de março, habitações municipais totalmente equipadas e
tem mantido contacto com os Alojamentos Turísticos do concelho no sentido
de integrarem um plano de disponibilização de alojamentos a profissionais
envolvidos no combate ao Covid-19.