JORGE GOES APRESENTA FADO NOVO FADO VELHO

Views: 884

O músico elvense Jorge Goes vai apresentar ao público o seu último trabalho discográfico no próximo dia 20 de janeiro no Cine Teatro de Elvas.

Em nota enviada às redações o artista refere que “este é o meu terceiro trabalho discográfico, dedicado ao Fado e ao meu pai João Goes, um amante deste estilo de música“.

O Disco gravado entre Maio e Setembro de 2017, produzido pelo seu amigo Carlos Menezes, com a participação dos músicos Domingos Galésio na viola, Bruno Chaveiro na guitarra portuguesa e Carlos Menezes no baixo e adufe.

Poderão ouvir treze temas, dois deles completamente inéditos, com músicas e letras originais, dois fados tradicionais com novas letras inéditas, um tema popular com letra original dedicada a Elvas, seis fados conhecidos e dois temas em espanhol numa fusão ibérica para dedicar aos amigos de Espanha” referiu.

Jorge Goes salientou ainda que dos temas em destaque deste álbum são sem sombra de dúvidas os Fados originais e as versões de dois temas em espanhol.

 No comunicado de imprensa o Fadista Elvense adiantava que “a escolha dos temas não foi muito difícil pois já tinha este projeto em gaveta desde 2013, todos eles da sua forma lhe dizem algo, cada um no seu estilo e contando uma história na qual de certa forma se identifica”. 

Jorge Goes explicou os motivos que o levaram a gravar este novo disco, “foi de certa maneira o voltar às origens do Fado onde tudo começou em 1993, dar a conhecer os meus temas, os poemas dos meus amigos e mostrar que estou na música como gosto, descontraído e crescendo como cantor ao longo dos anos”.

O Disco terá apresentação Nacional dia 23 de Fevereiro de 2018 na casa do Alentejo, e haverá ainda três concertos de pré apresentação: Elvas dia 20 Janeiro, Badajoz dia 26 de Janeiro e Olivença dia 2 de Fevereiro.

Os concertos contam com a atuação de uma bailarina de flamenco que dança três temas do concerto, fazendo a perfeita fusão entre o Fado e o Flamenco, transformando os concertos do “Fado novo Fado velho” numa referência ibérica.