Legislativas: Comício junto ao Templo de Diana marca arranca oficial da campanha da CDU

Views: 349

Um comício junto ao Templo de Diana, em Évora, marca hoje o arranque oficial da campanha da CDU, numa iniciativa em que o cabeça-de-lista da coligação, Jerónimo de Sousa, deverá acentuar as críticas ao governo de Sócrates.

Com início marcado para as 17:30, o comício, a única acção da CDU prevista para hoje, é um dos “quatro grandes momentos” da campanha comunista, contando com a participação de Jerónimo de Sousa e dos primeiros candidatos de Évora, Beja e Portalegre.

Na sua intervenção, o líder comunista deverá prosseguir com os ataques ao governo socialista, à semelhança do que aconteceu sexta-feira à noite, num jantar com cerca de 300 apoiantes no Vimeiro, Lourinhã.

“O problema foi que este Governo foi mais papista que o Papa. Atacou os serviços públicos, fez encerramentos de centros de saúde e escolas, atingiu os direitos dos trabalhadores. Numa perspectiva economicista, tentaram retirar direitos e reduzir serviços públicos”, afirmou.

Jerónimo de Sousa deverá também insistir que as eleições de dia 27 servem para eleger 230 deputados, e não para nomear o primeiro-ministro, rejeitando o “embuste” que afirma estar a ser lançado pelo PS e pelo PSD.

“Quando Sócrates diz ‘ou eu ou Ferreira Leite’, está a fazer a primeira mentira destas eleições. Parece que não há mais alternativas”, sublinhou o líder do PCP, ironizando: “Parece que alguém de uma forma divinal abençoou-os e disse que Sócrates e Manuela Ferreira Leite são os dois escolhidos por esse poder divino para serem primeiro-ministro. Mas é o povo português que decide e não nenhum poder divino”.

Depois do comício de encerramento da Festa do Avante!, há uma semana, a iniciativa de hoje é tida pelos comunistas como um dos principais momentos da campanha, que hoje arranca oficialmente.

Seguem-se comícios no Palácio de Cristal, no Porto, no próximo domingo, e na quinta-feira seguinte, no Campo Pequeno, Lisboa.

JH.

Lusa/fim