O VI Festival dos Grous terminou nos dias 3 e 4 de fevereiro com diversas atividades para a comunidade em geral, com mais de 500 participantes de várias partes do mundo.

Views: 1
O VI Festival dos Grous terminou nos dias 3 e 4 de fevereiro com diversas atividades para a comunidade em geral, com mais de 500 participantes de várias partes do mundo.
No primeiro dia os participantes tiveram uma saída para o campo para observação de aves e uma atividade de sketch rural em simultâneo.
Seguiu-se um almoço convívio no Gin Atalaya em Ouguela, em que o Vice-Presidente do Município, Paulo Pinheiro, esteve presente com os restantes membros da organização.
Na parte da tarde, o autarca abriu a sessão das Jornadas Técnicas, onde deu as boas vindas a todos os presentes e parabenizou o GEDA pela dinamização das atividades. O evento contou com seis oradores, João Gameiro, Hugo Sampaio, Alfonso Marzal Reynolds, Paulo Monteiro, Francisco Barreto e João Cordeiro, que levaram até à aldeia de Ouguela várias abordagens sobre a temática da conservação transfronteirica da avifauna. Depois das Jornadas todos os participantes seguiram para mais uma observação de Grous e para a mostra de trabalhos de sketcher rural. Sol Giralt, concejala do Ayuntamiento de Badajoz, também esteve presente na ocasião. No final do dia os participantes assistiram a um documentário de natureza em Ouguela.
O dia 4 de fevereiro começou com uma caminhada pelo percurso pedestre dos Grous, em que cerca de 70 participantes disfrutaram da paisagem e biodiversidade à sua volta e também conseguiram observar alguns bandos desta ave logo pela manhã. No final da caminhada, no Centro Ambiental do Xévora, houve oportunidade de realizar uma degustação de produtos regionais.
O VI Festival dos Grous é uma iniciativa do GEDA em parceria com o Município de Campo Maior, enquadrado no projeto Eurobird, apoiado pelo Interreg através do FEDER. Esta parceria conta ainda com a colaboração do Agrupamento de Escolas de Campo Maior, da GNR – Guarda Nacional Republicana, SEPNA, do CIBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, da SPEA – Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, E-Redes, Centro Educativo Alice Nabeiro, Gin Atalaya e Adega da Torre.