Polícia Sempre Presente – Operação “Come On”

Views: 123

A Polícia de Segurança Pública (PSP) levou a cabo, entre os dias 15 de maio e 02 de junho, a operação “Come On”, na sua área de responsabilidade em Portugal Continental e na totalidade das Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores.

Esta operação teve como principais objetivos sensibilizar os turistas para a adoção de medidas de autoproteção no que diz respeito, não só à sua segurança, mas também à segurança dos seus bens em vários contextos, por forma a reduzir a oportunidade para a prática de ilícitos criminais.

Durante o decorrer desta operação também foram realizadas ações de sensibilização junto dos profissionais ligados ao setor do turismo, que abordaram questões relacionadas com a segurança.

A par disso, a visibilidade policial foi incrementada em locais de maior afluência de turistas, com o intuito de dissuadir a prática de crimes (nomeadamente furtos e roubos), aumentando o sentimento de segurança destes, e dos demais cidadãos, bem como a confiança na própria Polícia de Segurança Pública.

 

Durante este período temporal foram efetuados cerca de 5000 contactos individuais de proteção individual, sendo inclusive distribuídos aos turistas panfletos (em anexo) com conselhos de prevenção e mecanismos de autoproteção contra determinados ilícitos, como furtos por carteiristas e furtos no interior de viaturas.

 

Foram realizadas 298 operações de fiscalização, das quais resultaram 136 detenções. Destas destacamos 58 por condução sob influência do álcool, 23 por falta de habilitação legal para conduzir, 11 por furtos e 6 por tráfico de estupefacientes.

Foram apreendidas 123 doses individuais de estupefaciente e 10 armas, das quais salientamos 3 armas de fogo e 6 armas brancas.

Foi ainda dado cumprimento a 12 mandados de detenção judiciais.

 

Na vertente de segurança rodoviária foram fiscalizados 4660 condutores e registadas um total de 955 contraordenações.

188 condutores encontravam-se em excesso de velocidade e 10 sob a influência do álcool. Foram ainda verificadas 27 viaturas a circular sem seguro e 59 sem inspeção periódica obrigatória. Dos condutores fiscalizados, 25 encontravam-se a utilizar o telemóvel durante a condução.

Também foram registadas 15 contraordenação por não utilização do cinto de segurança e 5 por não utilização dos sistemas de retenção de crianças (cadeirinha).

 

Durante o período em que decorreu a operação a PSP realizou, nas suas redes sociais, uma campanha de sensibilização direcionada para turistas que teve como objetivo alertar para alguns dos crimes cometidos, com maior frequeência, contra estes, bem como mecanismos de autoproteção e de proteção dos seus pertences.

Apesar da campanha visar turistas, a PSP relembra que estes conselhos se aplicam a todas as pessoas e apela à denúncia, o mais célere possível, de todos os crimes de que se seja vítima ou se tenha conhecimento.