Portugal é o segundo pior país com capacidade de pagar contas dentro dos prazos

Views: 98

Barómetro Bem-Estar Financeiro é a grande novidade do novo estudo da Intrum

A mais recente inovação analisa 24 mercados europeus;·Portugal é o segundo pior país com capacidade de pagar contas dentro dos prazos;·Em contrapartida, Portugal é considerado um dos países mais independentes financeiramente;

Desde 2013, a Intrum publica anualmente o ECPR – European Consumer Payment Report que tem como objetivo analisar os consumidores europeus, nomeadamente a sua vida quotidiana, os seus gastos e a sua capacidade de gerir mensalmente as suas finanças domésticas. A sétima edição anual do estudo da Intrum apresenta o primeiro barómetro europeu do bem-estar financeiro. Esta inovação tem como objetivo comparar e rastrear o Bem-estar Financeiro[1] dos Consumidores Europeus em 24 mercados europeus. Os novos dados do relatório da Intrum concluíram que Portugal é o segundo pior país com capacidade de pagar contas dentro do prazo – apenas ultrapassado pela Grécia, que ocupa a 24º posição. Apesar dos movimentos positivos na economia, os consumidores portugueses ainda lutam para pagar as suas contas: 61% afirma que as preocupações em relação às contas a pagar estão a afectar negativamente o seu bem-estar. Sobre a necessidade dos consumidores pedirem dinheiro para pagar as contas, Portugal encontra-se em 8º lugar do ranking, abaixo de países como Letónia, Estónia, República-Checa e Hungria.

O mais recente estudo conclui ainda que os portugueses não conseguem poupar mensalmente nem têm capacidade de economizar para responder a um imprevisto. Ocupando o 18º lugar, Portugal está abaixo de países como Espanha, Itália, França, Alemanha, Suécia, entre outros.

Para além disso, a Intrum revela que a Finlândia, Reino Unido e a Irlanda são os três países que mais conhecimentos têm sobre literacia financeira. Portugal encontra-se a meio da tabela com um pontuação de 6,41 – valor este semelhante ao de a média europeia (6,32), encontrando-se assim na 14º posição.

Numa perspetiva global, Portugal encontra-se perto do fim da tabela ocupando o 18º lugar. Países como Alemanha (6,89), Áustria (6,77), Suécia (6,72), Suiça (6,65) são os que se encontram no topo do ranking. A média europeia é de 6,21.