Presidente do Porto de Sines faz balanço de 2020 e perspetiva 2021

Views: 195

Presidente do Porto de Sines faz balanço de 2020 e perspetiva 2021

APS cresce 10% na carga contentorizada e afirma-se como um porto para o mundo

Com o ano de 2020 a terminar, por ocasião do 43.º aniversário da APS, o Presidente da APS, José Luís Cacho, faz um balanço do desempenho do principal porto do país, perspetivando também os tempos vindouros.

O Presidente da APS lembra as dificuldades vividas no ano que termina daqui a menos de três semanas e frisa que “2020 tem sido um ano muito duro para todos os portugueses. Na adversidade que inopinadamente nos bateu à porta, soubemos, na APS, fazer das dificuldades desafios. O lema, seguido pela valorosa equipa da empresa, consistiu em NUNCA BAIXAR OS BRAÇOS”.

José Luís Cacho acrescenta que “por termos sabido resistir, vamos crescer perto de 10% na carga contentorizada, a que somaremos outros resultados positivos também. Presencialmente, uns, em teletrabalho outros, aproveitámos para trabalhar com afinco no Plano Estratégico 2020-2030, documento que sinaliza uma mudança de peso no rumo a tomar na próxima década.”

Uma “resistência” essencial para que esta importante infraestrutura portuária nacional consiga “avançar”.

“As alterações climáticas bateram-nos à porta com fragor, a descarbonização da economia avança inexoravelmente; tendo, a energia, um peso significativo no Porto de Sines, é evidente a imperiosa necessidade de nos adaptarmos, procurando novos caminhos” sublinha o Presidente da APS considerando ter, no Plano Estratégico, resposta a “estes desafios exigentes, porque não vislumbramos outra alternativa que não seja a de AVANÇAR”.

Sobre os projetos em curso no Porto de Sines, José Luís Cacho afirma que “Resistimos, associando-nos aos principais portos do mundo na resiliência face à pandemia; a expansão do Terminal XXI foi adjudicada; arrancou a Janela Única Logística (JUL); no ramal ferroviário do Porto de Sines prosseguem as obras de requalificação, a par da boa notícia referente ao lançamento de dois concursos públicos para a modernização da ligação ferroviária entre Sines e a Linha do Sul”.

No balanço das iniciativas desenvolvidas ao longo do ano, o Presidente da APS realça “os gestos de solidariedade ativa em que fomos parceiros” e a “integração da CPLS no projeto europeu PLANET”.

A concluir, José Luís Cacho evidencia determinação para vencer os desafios que se colocarão no próximo ano e declara que “Não só queremos, como já estamos a afirmar Sines como um porto para o Mundo, trazendo o Mundo para o Porto.  Em 2021 continuaremos a AVANÇAR, porque sabemos RESISTIR.”