PSP: Assinala-se hoje, 22 de fevereiro, o Dia Europeu da Vítima de Crime

Views: 86

Assinala-se hoje, 22 de fevereiro, o Dia Europeu da Vítima de Crime, criado pelo fórum europeu Victim Support Europe, com o intuito de lembrar a importância de salvaguardar os direitos das vítimas de todos os crimes.

A Polícia de Segurança Pública associa-se a este dia e reafirma a sua disponibilidade e capacidade para, todos os dias, durante 24 horas, respondermos prontamente em auxílio de qualquer vítima.

No ano de 2020, comparado com o ano anterior, a PSP registou uma diminuição de cerca de 14% na denúncia de crimes contra as pessoas, tendo sido registadas cerca de 38000 denúncias.

Das cerca de 19000 detenções concretizadas em 2020, 900 decorreram do envolvimento das pessoas suspeitas em crimes de violência doméstica.

Acreditamos contudo que, numa significativa parte das ocorrências, a adoção de comportamentos autoprotetivos constitui um elemento de grande importância na diminuição do risco de vitimização. Assim, no sentido de consciencializar os cidadãos para a importância de interiorizar esses comportamentos preventivos, a PSP realizou mais de 20 000 ações de sensibilização, superando as 152 000 pessoas informadas sobre a prevenção da criminalidade de índole sexual, bullying, discriminação e outros de idêntico relevo.

Complementarmente, a PSP tem feito uma forte aposta nos conteúdos digitais, sejam produtos direcionados para públicos específicos – como as animações do FALCO ou a partilha de conteúdos no projeto #estudoemcasa – sejam mensagens dirigidas ao grande público, difundidas através das redes sociais oficiais.

De acordo com o mais recente Eurobarómetro sobre a confiança dos cidadãos nas instituições, a Polícia continua a ser uma daquelas em que os portugueses mais confiam.

Por forma a responder a essa confiança, a PSP disponibiliza nas suas Esquadras 157 salas de apoio à vítima e tem atualmente afetos 1100 polícias nas suas diversas equipas de proximidade, especificamente formados para o atendimento e encaminhamento das ocorrências que envolvam vítimas especialmente vulneráveis como crianças, idosos, deficientes ou, particularmente, vítimas de violência doméstica.

A PSP relembra que a denúncia de crimes é fundamental para o correto reajustamento de meios e táticas policiais disponibilizando para o efeito, em complemento ao atendimento presencial, contactos institucionais como proximidade@psp.pt ou violenciadomestica@psp.pt, através dos quais os cidadãos poderão procurar auxílio ou denunciar crimes.

Em situações de extrema urgência, a PSP continuará disponível por intermédio do n.º nacional de emergência 112.

Consideramos de grande relevo que a sociedade se mobilize na quebra das cifras negras (crimes não denunciados), tendo a perceção da importância da denúncia dos crimes, como único meio de permitir a reação aos feitos do crime, nomeadamente a imediata salvaguarda das vítimas e consequente responsabilização do responsável.