2015 – Ano Europeu do Desenvolvimento

Views: 712
© CE/ EYD2015
© Comissão Europeia/ EYD2015

Março – celebremos as mulheres!

Informação é emancipação, é poder! E muitas vezes, o acesso à informação, via educação, é vedada às raparigas de muitos países do mundo, simplesmente pelo medo que estas possam ser mais fortes, mais reativas, menos submissas. Todo o trabalho que é feito para combater este problema é fundamental para estas comunidades. Há que trabalhar não apenas políticas mas também costumes e mentalidades seculares em regiões onde as mulheres, por exemplo, são não apenas excluídas do acesso ao ensino e consequentemente a um emprego dignamente remunerado, como ainda  lhes é vedado a si como aos seus filhos o acesso a serviços básicos de saúde, o direito à proteção social e à herança na velhice. Toda a comunidade beneficiaria se as raparigas tivessem o mesmo acesso à educação que os rapazes e as mulheres os mesmos recursos e oportunidades que os homens. E isso é especialmente importante nos países e comunidades mais pobres, onde, muitas vezes, as mulheres são a espinha dorsal da vida económica. A luta contra a discriminação entre homens e mulheres não só é legítima do ponto de vista moral como é economicamente inteligente.

O apoio da cooperação para o desenvolvimento

O Escolinhas é um projeto da Cooperação Portuguesa que atua no setor educativo pré-escolar da Ilha de Moçambique, formando educadoras e produzindo material pedagógico com recurso a materiais locais e recicláveis. É uma gota de água num oceano imenso, mas vale a pena conhecer projetos como estes, que demonstram que a cooperação e as vontades da gentes locais tem impacto a longo prazo em toda uma comunidade. Conheça melhor esta história  – Educar e formar em Moçambique

Fonte: Sítio web da Comissão Europeia para o Ano Europeu Para o Desenvolvimento 2015 / Camões-Instituto da Cooperação e a Língua

 

Centro de Informação Europe Direct do Alto Alentejo – Instituto Politécnico de Portalegre

Comments: 0