Aljustrel: Manuel Pinho diz que intervenção do Governo ajudou à vitória na autarquia

Views: 601

aljustrel_notAljustrel, Beja – O antigo ministro da Economia Manuel Pinho admitiu ontem que a intervenção do anterior Governo PS para “resolver problemas concretos” da mina de Aljustrel contribuiu para a vitória socialista no concelho nas últimas eleições autárquicas.

“A eleição deve-se sobretudo ao valor do novo presidente” da Câmara de Aljustrel, o socialista Nelson Brito, mas, “ao mesmo tempo, o PS e o anterior Governo, do qual fiz parte, tentaram resolver problemas concretos, sobre isso não há qualquer dúvida e, naturalmente, as pessoas aperceberam-se disso e isso traduziu-se também na votação”, disse Manuel Pinho.

O antigo titular da pasta da Economia falava à agência Lusa depois de ter assistido à cerimónia de tomada de posse dos eleitos da Assembleia Municipal e do novo Executivo PS da Câmara de Aljustrel, liderado por Nelson Brito, que, no passado dia 11 de Outubro, conquistou a autarquia à CDU, acabando com o domínio comunista de 33 anos.

“Respondi a um convite do presidente da Câmara e de vários amigos que aqui tenho”, explicou Manuel Pinho, frisando que foi recebido “excepcionalmente bem” e “com uma grande ovação” à chegada aos Paços do Concelho de Aljustrel.

Manuel Pinho demitiu-se no passado dia 02 de Julho do cargo de ministro da Economia, após ter dirigido um gesto inconveniente ao líder parlamentar do PCP, Bernardino Soares, durante o debate do Estado da Nação, no Parlamento.

O gesto de Manuel Pinho – dois dedos indicadores encostados à cabeça, simulando chifres – foi dirigido a Bernardino Soares durante uma intervenção do líder do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, que falava sobre os trabalhadores das minas de Aljustrel.

Apesar de frisar que “não tem qualquer problema pessoal com as pessoas do PCP”, Manuel Pinho mostrou-se “naturalmente muito satisfeito” com a derrota dos comunistas em Aljustrel.

Salientando que “é difícil” apontar quais foram os factores que levaram à sua vitória, Nelson Brito, em declarações à Lusa, afirmou que “os episódios criados” à volta da mina de Aljustrel e de Manuel Pinho “tiveram uma resposta da população de Aljustrel”.

“E essa resposta aconteceu nas urnas”, disse, frisando que Manuel Pinho “é uma figura que deixou muitos amigos pela sua postura e pela sua acção em torno do projecto mineiro de Aljustrel”.

Segundo o autarca, “só com o empenho, muitas horas de trabalho e a capacidade de diplomacia económica” do anterior Governo PS “terá sido possível conseguir um novo grupo económico, um novo interesse empresarial para o projecto mineiro” de Aljustrel.

“E as pessoas de Aljustrel, que são sensatas, terão compreendido que houve um empenho excepcional de um grupo de homens, de governantes e sobretudo do, na altura, ministro Manuel Pinho” para “voltar a haver uma esperança na extracção de minério em Aljustrel”, disse Nelson Brito.

“Esse de certeza que é o pensamento de muitos aljustrelenses” que “eu não poderia defraudar”, afirmou Nelson Brito, justificando, desta forma, o convite que fez a Manuel Pinho, que “tem uma ligação histórica ao concelho de Aljustrel”.

LL.

Lusa/Fim

Comments: 0