Autarquia debateu regulamento das zonas de estacionamento

Views: 116

A Câmara Municipal de Elvas promoveu esta terça-feira, dia 11, uma audição pública sobre o novo Projeto de Regulamento Municipal de Zonas de Estacionamento, para recolher opiniões da população.

Assim sendo, este documento foi apresentado pelo presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha, que explicou que o “objetivo é adequar o mesmo à nova realidade do concelho”, com o ordenamento do estacionamento no centro histórico.

Neste âmbito, o regulamento prevê a constituição de bolsas de estacionamento e zonas de estacionamento proibido, sendo que as bolsas de estacionamento vão constar de diversas áreas, assinaladas por cores, sendo que a Zona I, sujeita a taxa, corresponde ao Parque de Estacionamento Subterrâneo, Zona II, correspondente ao Parque de Estacionamento na avenida da Garcia d’Orta, conhecido como Parque da Shell, e que estará também sujeito ao pagamento de taxas.

O projeto prevê também a criação de dois selos de identificação: rosa e verde, adstritos a zonas de estacionamento próprias, identificadas como tal, e que estão reservadas a residentes, instituições e estabelecimentos, devendo as viaturas estar identificadas com o respetivo dístico. Estas zonas são de estacionamento gratuito, desaparecendo todos os parquímetros instalados no centro histórico, à exceção do instalado no Parque da Shell.

Neste regulamento está também prevista a proibição de estacionamento em várias artérias, pelas suas condicionantes próprias, como seja a Rua do Tabulado, a Praça 25 de Abril, ou a Rua de São Lourenço, entre outras, por forma a tornar o trânsito e a circulação mais fluída.

O Parque localizado na Praça de Armas continua a ser gratuito, ficando uma zona reservada a estacionamento livre e outra a portadores do selo rosa.

Além deste parque, a Autarquia criou bolsas de estacionamento livre, sendo uma delas a do fosso junto à Escola Superior Agrária, que será alvo de obras de requalificação para dar mais segurança a quem ali estaciona, assim como o baluarte do Príncipe, e junto ao hotel São João de Deus.

O objetivo explica, Nuno Mocinha, é “devolver o espaço público às pessoas, para além da melhoria da circulação e estacionamento automóvel no centro histórico”.

O projeto encontra-se agora em fase de discussão pública, para recolha de opiniões e sugestões dos residentes e não só, até ao dia 1 de outubro.

Neste sentido, quem quiser fazer chegar o seu contributo pode deixar as sugestões através do e-mail: geral@cm-elvas.pt, com o assunto Regulamento das Zonas de Estacionamento, sendo que após esta data, o documento vai ser submetido a aprovação em Assembleia Municipal.

CME