GNR: Escola em Portalegre vai ser construida pelo Estado e não por parceria publico-privada

Views: 602

gnr_notPortalegre – O ministro da Administração Interna revelou ontem que a obra de construção do novo Agrupamento de Instrução de Praças (AIP) de Portalegre vai ser desenvolvida pelo Estado e não por uma parceria publico-privada, como estava previsto.

“Nós estivemos a avaliar o projecto que inicialmente se iria concretizar através de uma parceria púbico-privada, mas chegámos à conclusão que não existem parceiros para o desenvolver nesses termos”, explicou o ministro Rui Pereira.

“Vamos desenvolver o projecto como um projecto público, através do Estado e do Ministério da Administração Interna”, sublinhou.

Rui Pereira falava aos jornalistas em Portalegre, à margem do compromisso de honra dos 944 novos elementos da GNR que terminaram ontem o curso.

A nova escola da GNR na cidade alentejana deverá ser reforçada com valências actualmente existentes na Figueira da Foz e Queluz.

O novo quartel do AIP de Portalegre vai ser construído na Herdade das Coutadas, espaço cedido pelo município local, prevendo a permanência de 2500 formandos.

No actual AIP, instalado no Convento de São Bernardo, no centro da cidade, estão em permanência cerca de 175 militares.

Na unidade de Portalegre, a instrução é ministrada desde 1985 e até este ano já foram formados mais de 14 mil militares em mais de 30 incorporações.

A Escola da Guarda tem sede em Queluz, concelho de Sintra, e subunidades de instrução na Figueira da Foz e Portalegre.

Durante a alocução que proferiu no compromisso de honra dos novos militares da GNR, Rui Pereira enviou as condolências a um militar e à sua família pela morte de familiares hoje na sequência de um acidente de viação em Vieira do Minho, quando se dirigiam para a cerimónia em Portalegre.

HYT.

Lusa/Fim

Comments: 0