No próximo ano letivo a cidade de Elvas vai acolher o Curso de Especialização Tecnológica de Turismo Cultural e Patrimonia

Views: 85
No próximo ano letivo a cidade de Elvas vai acolher o Curso de Especialização Tecnológica de Turismo Cultural e Patrimonial, numa parceria entre a Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre, Município de Elvas e Escola secundária D. Sancho II.
O curso visa preparar os alunos para o exercício de funções técnicas e de gestão em serviços, equipamentos e sítios turísticos e/ou culturais e é ministrado ao longo de dois semestres (2022-2023). No final os formandos ficam com uma qualificação profissional de nível 5 (qualificação intermédia entre o ensino secundário e o ensino superior).
As inscrições para este curso estão a decorrer até 20 de julho e podem inscrever-se alunos que tenham terminado o 12º ano, no presente ano letivo ou em anos anteriores.
A apresentação aconteceu na tarde desta segunda-feira, dia 13, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com a presença da vereadora Paula Calado, em representação da Câmara Municipal de Elvas, de Maria Conceição Grilo, diretora da Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre, e Fátima Pinto, diretora da Escola Secundária D. Sancho II. Posteriormente, realizou-se a assinatura do protocolo que materializa este projeto.
A vereadora Paula Calado referiu a importância de uma formação deste nível, “coma falta de profissionais, em número suficiente nesta área, e com habilitação para conseguir um retorno económico na área do turismo, que se note no concelho”, sendo muito importante esta “atribuir uma qualificação de nível 5”, possibilitando aos inscritos “uma formação prática nos nossos equipamentos municipais, e que ficam há disposição dos alunos”.
Conceição Grilo sublinhou ser “altura de sair de portas e dar resposta a outros desafios e, foi isso que tivemos oportunidade de concretizar na necessidade de capacitar jovens, para esta área de formação”, referindo que este foi “um desenho que quisemos fazer em conjunto”.
Esta responsável referiu ainda ser uma “oportunidade da cidade Património Mundial, oferece, com a quantidade de equipamentos que possui e que funcionam como laboratório, onde os alunos podem ter as suas aulas práticas e criarmos aqui um conjunto de jovens especializados, que promovam a cidade de Elvas a quem a visita, com o objetivo de aumentar o tempo de estadia”.
Para Fátima Pinto, diretora da Escola Secundária D. Sancho II, esta é uma oportunidade de “dar continuidade à formação que ministramos e responder às necessidades que a nossa cidade tem, na via de património e turismo”. Referindo que os alunos tem-se mostrado recetivos, desejando que este “seja o 1º ano de um longo percurso. Parabéns pela iniciativa”.
 
CME