Portalegre celebra Dia da Paz, no centenário da Oliveira da Paz.

Views: 142

A 14 de julho, cem anos volvidos sobre a Festa da Paz, a grande celebração do fim da Primeira Guerra Mundial, comemorou-se o Dia da Paz, no Jardim da Avenida da Liberdade.

Em 1919, a data foi marcada com a plantação de uma oliveira, o símbolo da Paz, e a colocação de uma lápide evocativa neste jardim, com os dizeres: 14-07-1919 “Salve Paz e Liberdade” 14-07-1920. Já neste mesmo dia em 2017, foi instalado um mural de homenagem ao centenário da 1ª Guerra Mundial, da autoria da arquitecta Ana Cristina Sanches.

Depois da música do duo de guitarras da Escola de Artes do Norte Alentejano, Isilda Garraio brindou os presentes com uma intervenção acerca do enquadramento histórico e político de âmbito nacional e internacional e dos motivos que levaram à instituição da Festa da Paz por toda a Europa. No final, Teresa Mourato disse o poema de Fernando Pessoa, o Menino de sua Mãe.

Pela Liga de Combatentes – Núcleo de Portalegre, falou o presidente António Janeiro. Para encerrar a Presidente da Câmara Municipal de Portalegre, Maria Adelaide de Aguiar Marques Teixeira, sublinhou a importância da Paz em todos os sectores da sociedade e recordou os soldados portalegrenses mortos em combate pela pátria, a liberdade e a Paz. 
No final,com a colaboração do Clube Columbófilo Asas de Portalegre, num gesto simbólico, soltou-se uma pomba branca.

CMP