Portalegre/Cortiça: Câmara de Portalegre vende por 1,5 ME instalações da extinta Johnson Controls à corticeira Robcorck

Views: 853

portalegre_2Portalegre – A Câmara de Portalegre anunciou ter vendido por 1,5 milhões de euros as antigas instalações da multinacional Johnson Controls, situadas na zona industrial da cidade alentejana, à empresa Robcorck, ligada ao setor da cortiça.

De acordo com o município de Portalegre, a Robcorck vai investir 1,5 milhões de euros na compra daquele espaço, sendo o prazo de fixação de sete anos, não podendo a empresa alienar o património durante esse período.

Em declarações à agência Lusa, o presidente do município de Portalegre, Mata Cáceres, considerou que este negócio se traduz num “dia feliz para Portalegre”.

“Numa altura em que tanta gente anda à procura de empregos, de investimentos e investidores, nós termos conseguido fidelizar estas pessoas (Robcorck) a investir na nossa cidade é gratificante”, sublinhou.

As instalações da multinacional Johnson Controls, que produzia componentes para automóveis e que fechou as portas em 2007, arrastando para o desemprego mais de 200 trabalhadores, foram na altura adquiridas pelo município local por 1,5 milhões de euros.

No mesmo espaço, já esteve, entretanto, em laboração a Nova Robinson, empresa também ligada ao setor da cortiça.

Esta unidade foi recentemente extinta, após um processo de insolvência.

A maioria das pessoas que trabalhavam na centenária fábrica Robinson, cerca de 100 operários, e que depois passaram para a Nova Robinson, na zona industrial, vão transitar para o novo projeto da Robcorck.

Além dos usos mais tradicionais da cortiça, a Robcorck pretende avançar em novas áreas de negócio, novos segmentos de mercado e novos produtos inovadores, tendo sempre como base a cortiça.

O projeto da Robcorck conta com o apoio de várias entidades ligadas à investigação e desenvolvimento, como universidades nacionais e estrangeiras.

A empresa pretende ainda desenvolver a sua atividade em todas as áreas da fileira da cortiça, tendo como mercado alvo países como o Japão, Estados Unidos da América, Alemanha, França e Áustria.

Como países emergentes, a Robcork conta com a Rússia, Ucrânia, Polónia, Coreia do Sul e países árabes.

O investimento global do projeto ronda os 8,5 milhões de euros, contando com apoios financeiros da União Europeia, através do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).

HYT.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/Tudoben

Comments: 0