Portugal e Espanha juntos na defesa do Montado e Dehesas (homólogo do Montado em Espanha)

Views: 91

Portugal e Espanha juntos na defesa do Montado e Dehesas

(homólogo do Montado em Espanha)

A Universidade de Évora integra, através do MED – Instituto Mediterrâneo
para a Agricultura, Ambiente e Desenvolvimento o Projeto LIFE Scrubsnet
“Regeneration and improvement of dehesas through the appropriate
management of scrubland/shrub areas” que pretende explorar o potencial
da gestão dos matos como forma de regenerar e melhorar o Montado e
Dehesas (homólogo do Montado em Espanha).
Nesse sentido e como o solo é a base de todo o sistema, os investigadores
do MED que integram a equipa do projeto pela Universidade de Évora,
única entidade portuguesa envolvido neste projeto, deram início aos
trabalhos através de um olhar atento às condições do solo.
O trabalho começou com a recolha de amostras de solo nas duas
propriedades integradas no projeto e que serão alvo de intervenção: Terra
das Freiras e Grupo de São Mateus, ambas localizadas no  Sítio de
Importância Comunitária (SIC) de Monfurado , da Rede Natura 2000, em
Montemor-o-Novo.
“A maioria dos solos no Alentejo é ácida e apresenta uma alta toxicidade
por manganês, resultando num solo pouco propício para o crescimento de
diversas plantas. Assim, uma das soluções em análise é a aplicação de
calcário dolomítico, considerada como a técnica mais eficiente para
correção de acidez nos solos.
Comprovada a elevada acidez dos solos recolhidos, através de análises
laboratoriais (componentes física e química), fez-se a aplicação do calcário
dolomítico no solo das duas herdades” explicam os investigadores da
academia alentejana. Espera-se que na próxima primavera já se consigam
observar os primeiros resultados desta ação.
Na página oficial do projeto, sublinha-se a importância destas áreas
referindo que “grande parte da biodiversidade da Europa está intimamente
ligada a práticas agrícolas tradicionais e extensivas”. Aqui, frisa-se que “os
ecossistemas agrícolas representam 38% da área total da rede Natura 2000,
a maior parte da qual foi moldada por sistemas agrícolas extensivos.

Um bom exemplo deste tipo de habitat são as Dehesas/Montados (habitats
6310, 9330, 9430), a sudoeste da Península Ibérica (cerca de 4 milhões de
hectares em Espanha e Portugal), mas também presentes em Itália. O seu
estado de conservação tem sido repetidamente diagnosticado como
desfavorável, sobretudo devido aos efeitos da intensificação da pecuária
que se manifesta nas suas florestas envelhecidas”
Desta forma, “as práticas de gestão intensiva têm consequências profundas
nos processos ecológicos que garantem a persistência do habitat a longo
prazo, impedem a regeneração das árvores e esgotam a função do
solo. Além disso, fatores adicionais estão comprometendo a sobrevivência
da floresta, incluindo a disseminação de patógenos exóticos, aumento da
seca, etc. Juntas, essas ameaças representam um desafio para o manejo
desses sistemas que podem resultar em dramáticas consequências sociais,
econômicas, paisagísticas e de biodiversidade”.

O Projeto LIFE Scrubsnet (LIFE20 NAT/ES/000978) é cofinanciado pelo
programa LIFE da União Europeia. Mais informações em

Home