PSP: Balanço da Campanha “Viajar sem pressa”

Views: 57

Campanha de Segurança Rodoviária Viajar sem pressa, da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), da Polícia de Segurança Pública (PSP) e da Guarda Nacional Republicana (GNR), decorreu nos dias 14 a 21 de novembro e teve como objetivo alertar os condutores para os riscos da condução em excesso de velocidade, dado que esta é uma das principais causas dos acidentes nas estradas.

Esta campanha contou, uma vez mais, com a participação dos serviços das administrações regionais da Região Autónoma dos Açores e da Região Autónoma da Madeira na realização de ações de sensibilização, completando o trabalho de fiscalização que tem sido realizado pelos comandos Regionais da PSP.

Inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2022, a campanha foi divulgada nos meios digitais e através de seis ações de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização levadas a cabo pela PSP e pela GNR, no Bombarral, Setúbal, Palmela, Entroncamento, Benavente e Lisboa. Idênticas ações ocorreram nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.

Na campanha foram sensibilizados 319 condutores e passageiros, a quem foram transmitidas as seguintes mensagens:

·         A velocidade é a principal causa de um terço de todos os acidentes mortais;

·         Quanto mais rápido conduzimos, menos tempo dispomos para imobilizar o veículo, quando algo de inesperado acontece;

·         Numa viagem de 10km, viajar a 45 Km/hora ou a 50 km/hora permite ganhar apenas 1 minuto e 20 segundos. Viaje sem pressa.

 

Durante as operações das Forças de Segurança no âmbito desta campanha, realizadas entre os dias 14 e 21 de novembro, foram fiscalizados em controlo de velocidade por radar 2 463 271, 89,1% dos quais pelo SINCRO – Sistema Nacional de Controlo de Velocidade, da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

 

Dos veículos fiscalizados, 11 803 circulavam com excesso de velocidade, dos quais 5 397 foram detetados pelos radares das Forças de Segurança e 6 406 pelos da ANSR:

 

 

 

 

No período da campanha, de 14 a 21 de novembro, registou-se um total de 2 935 acidentes com vítimas, de que resultaram 7 vítimas mortais, 41 feridos graves e 772 feridos leves.

Relativamente ao período homólogo de 2021, verificaram-se mais 61 acidentes, menos 2 vítimas mortais, menos 13 feridos graves e menos 95 feridos leves.

As 7 vítimas mortais, 4 das quais do sexo masculino, tinham idades entre 48 e os 81 anos.

Os acidentes ocorreram nos distritos de Aveiro, Faro, Lisboa, Setúbal, Viana do Castelo e Viseu.

Estes acidentes, envolvendo veículos ligeiros, resultaram de 5 atropelamentos maioritariamente em reta (1 dos quais com fuga), 1 colisão e 1 despiste.