Saúde: Contrato para projeto do novo Hospital Central de Évora assinado com presença da ministra

Views: 293

O contrato para a elaboração do projeto técnico do novo Hospital Central de Évora, unidade orçada em 94 milhões de euros, é assinado hoje, numa cerimónia presidida pela ministra da Saúde, Ana Jorge.

A assinatura do contrato entre o conselho de administração do Hospital do Espírito Santo de Évora e o consórcio liderado pelo arquiteto Souto Moura está marcada para as 19:00, no auditório do Fórum Eugénio de Almeida, em Évora.

O agrupamento vencedor do concurso internacional, lançado em novembro de 2008, é constituído por Souto Moura – Arquitetos, S.A., Pinearq S.L., Grupo JG Ingenieros Consultores de Proyectos S.A. e Manuel Abreu.

Fonte do Hospital de Évora explicou à agência Lusa que, após a assinatura do contrato, o consórcio vencedor tem 420 dias para a entrega do projeto técnico, iniciando-se a obra assim que o trabalho estiver concluído.

medicosDe acordo com a mesma fonte, o novo Hospital Central de Évora, que vai envolver um investimento superior a 94 milhões de euros, deverá estar concluído até final de 2014.

A nova unidade hospitalar vai ter uma capacidade de 351 camas, extensível a 440, em quartos maioritariamente individuais, sendo que a área bruta do edifício ultrapassará os 78 mil metros quadrados, envolvidos por mais de 170 mil metros quadrados de espaços verdes e 1605 lugares de estacionamento.

O Ministério da Saúde adiantou que a área de influência de primeira linha da unidade abrange 150 mil pessoas, dos 14 concelhos do distrito de Évora, enquanto, numa segunda linha, serão servidas 440 mil pessoas, dos restantes 33 concelhos do Alentejo (Portalegre, Beja e Alentejo Litoral).

O novo hospital constitui uma reivindicação antiga da Câmara Municipal de Évora e dos responsáveis hospitalares da cidade, que insistiram, por diversas vezes, nos últimos anos, na necessidade do equipamento.

Os atuais hospitais do Espírito Santo e do Patrocínio, existentes na cidade, estão separados por uma via rodoviária e têm serviços dispersos por edifícios distintos.

O investimento será assegurado por fundos próprios do hospital, quer por via do seu capital, quer por via da alienação de património, e do recurso a fundos comunitários.

SYM.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/Fim

Comments: 0