Beja/Agricultura: PR apela a contributo de produtores

Views: 734

beja_cidadeO Presidente da República, Cavaco Silva, apelou ao contributo dos agricultores para “a resolução dos problemas” do país, pedindo também aos portugueses para consumirem e às grandes superfícies para venderem produtos agrícolas nacionais a um “preço justo”.

“Os produtos agrícolas são bens transacionáveis, que se importam e se exportam. Se conseguirmos apoiar os agricultores, e este é um apoio altamente rentável para o país porque contribui para diminuir o défice externo, então melhoraremos, com certeza, a situação do nosso endividamento externo”, disse.

Por isso, na visita que efetuou  à feira agropecuária Ovibeja, que considerou “a montra do mundo rural” português, o Chefe de Estado aproveitou para lançar um “apelo simultâneo” a agricultores, consumidores e distribuidores.

“Eu vim hoje à Ovibeja para manifestar o meu apoio aos agricultores portugueses e pedir-lhes que contribuam para a resolução dos problemas, das dificuldades de Portugal”, disse, frisando que, “nunca como hoje, o país precisou tanto” dos homens da terra.

“E eu apelo para que eles se empenhem no aumento da produção competitiva, para aumentarem as suas exportações e diminuírem as importações, dessa forma contribuindo para a redução dos nossos desequilíbrios externos”, sublinhou.

Como “recado” aos consumidores, Cavaco Silva apelou para que “consumam produtos agrícolas portugueses”, garantindo poder “testemunhar a qualidade” dos mesmos.

“Mas apelo também às grande superfícies para que contribuam, com preço justo, para o escoamento dos produtos da nossa agricultura e da nossa pecuária”, rematou.

Segundo o Presidente da República, que lembrou o apoio que tem dedicado a esta área, o mundo rural português “tem que ser ajudado”, para evitar o abandono de “boas partes do território nacional”.

“É fundamental trazer os jovens agricultores para o terreno, para que eles sintam que têm condições para a produção e levem por diante um mundo rural que nós precisamos de preservar”, defendeu.

Todo o país, em geral, e as autoridades públicas, em particular, devem estar unidos neste esforço, que contribuir para a resolução dos problemas do país, sustentou também o Chefe de Estado.

“Precisamos de mobilizar todas as partes do país, incluindo o mundo rural para conseguirmos vencer as dificuldades”, afirmou.

Questionado pelos jornalistas sobre a sua eventual recandidatura à Presidência da República, Cavaco Silva escusou-se a tecer comentários: “Esse assunto, de certeza, que não cabe aqui na Ovibeja”.

“Eu farei sempre todos os possíveis para desempenhar em pleno as minhas funções de Presidente da República e é o que estou a fazer aqui, é aquilo que fiz ontem [sábado] e é o que vou continuar a fazer no próximo fim de semana, em que lançarei um novo Roteiro para as Comunidades Locais Inovadoras”, limitou-se a frisar.

RRL/LL.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/Tudoben

Comments: 0