Beja/Património: Algumas zonas da Torre de Menagem do Castelo de Beja em “perigo de ruir”

Views: 774
Foto:wikipédia
Foto:wikipédia

Algumas zonas da Torre de Menagem do Castelo de Beja, classificado há 100 anos como Monumento Nacional, estão em “perigo de ruir”, disse hoje à Lusa o presidente da Câmara, que já vedou o acesso à zona.

O castelo está aberto ao público, mas “tivemos que vedar o acesso à Torre de Menagem, porque há o perigo de algumas zonas ruírem”, como os varandins e as coberturas de algumas das salas, explicou Jorge Pulido Valente.

“A situação é bastante complicada e requer uma intervenção dispendiosa”, disse, reportando-se a dados do Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (IGESPAR),

Segundo o autarca, a Câmara e o IGESPAR estão a “avaliar a situação” e a fazer o projeto de execução da obra para “resolver o problema” e que “aponta para valores significativos e ainda não apurados”.

“A questão que se irá colocar a seguir é como vamos conseguir financiamento para a obra”, disse Jorge Pulido Valente, admitindo uma parceria com o Ministério da Cultura para uma candidatura a fundos comunitários.

A Câmara, que “é responsável pelo castelo”, “não tem feito as necessárias intervenções de manutenção” do monumento, lamentou o autarca do PS recém-eleito.

O anterior executivo CDU, lembrou, “fez uma intervenção positiva na Casa do Governo”, onde funciona o novo Posto de Turismo de Beja, “mas não devia ter ficado por aí, porque o problema da Torre de Menagem já estava detetado”.

“Devia ter havido a preocupação de se ter incluído a intervenção na Torre de Menagem na mesma candidatura da obra na Casa do Governador”, defendeu.

O “problema” não é só na zona da Alcáçova do Castelo, disse, frisando que também há “problemas complicados ao longo de toda a muralha que envolve o centro histórico” de Beja.

LL.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/fim

Lusa/Tudoben

Comments: 0