Futebol: Taça de Portugal (1/4final) – FC Porto – Sporting

Views: 832

fcportoO FC Porto apurou-se  para as meias finais da Taça de Portugal de futebol com goleada no Dragão 5-2 sobre o Sporting, que estava invicto na competição desde… 2003, num total de 25 desafios.

Rolando (18 minutos), Falcao (34 e 42), Varela (48) e Mariano (57) materializaram o expressivo triunfo, que o golo vistoso de Izmailov (22) e outro de Luedson (90+2) pouco atenuaram: José Peseiro (três jogos), Paulo Bento (20) e Carlos Carvalhal (dois) foram os artífices do recorde do “leão” que o “dragão” fulminou.

Com este desaire, o Sporting foi afastado de mais uma importante competição, depois de sexta feira ter ficado a 15 pontos dos líderes da Liga: resta-lhe agora a Liga Europa e Taça da Liga.

O FC Porto, que tem a missão dificultada para chegar ao pentacampeonato, deu mais um passo para conquistar a 15.ª Taça, que significaria igualar o rival – em 21 confrontos diretos na prova, os “azuis e brancos” ampliaram a vantagem para 13-8 em apuramentos.

Mesmo sem contar com os habituais titulares Helton, Bruno Alves, Raul Meireles, Rodriguez e Hulk, os pupilos de Jesualdo Ferreira pareceram a única equipa em campo, revelando sempre uma ambição e controle de jogo muito superior ao adversário.

O Sporting, sem Djaló e Vukcevic, nunca se encontrou, na exibição mais discreta dos últimos anos no Dragão: a defesa tremeu, o meio campo quase não existiu (não marca nem constrói) e a linha avançada, perdida, ressentiu-se disso mesmo.

O FC Porto mostrou desde o apito inicial que queria ganhar vantagem madrugadora, multiplicando-se em remates à baliza de Rui Patrício, que mostrava segurança quando teve de intervir: até aos 17 minutos, os “dragões” tinham 7-1 em remates, três deles defendidos pelo guarda-redes.

O domínio “azul e branco” traduziu-se em golo ao minuto 18, quando um canto de Belluschi sofreu um desvio ao primeiro poste até chegar à coxa de Rolando, que, na pequena área, se limitou a empurrar (1-0).

O Sporting, que até à altura só tinha feito um remate, sem nexo, de Liedson, conseguiu um lisonjeador empate fruto da classe e potência de remate de Izmailov (22), a 30 metros, que só parou no fundo das redes, de nada valendo o voo de Beto (1-1).

O desafio baixou de ritmo até que Falcao (34) procurou espaço à entrada da área e atirou rasteiro e central, com o esférico a passar por baixo do corpo de Rui Patrício, que, mesmo alegando não ter visto a bola partir, ficou mal na “fotografia” (2-1).

Os portistas voltaram a crescer e Falcao (42), oportuno, ganhou de cabeça ao central de marcação e atirou para o 3-1, resultado que premiava uma atitude mais ambiciosa e castigava a invulgar apatia e “leonina”.

Carvalhal trocou Saleiro por Pongolle ao intervalo, mas foi Varela a precisar de apenas três minutos para marcar, em lance individual culminado com remate cruzado, de ângulo curto, que bateu no poste mais distante e entrou para o 4-1.

O pesadelo “leonino” piorou com uma “bomba” de Mariano (57) junto à quina da área que deixou Rui Patrício preso ao chão (5-1).

Já nos descontos, Liedson (92) ainda reduziu com um remate de primeira na área, mas não evitou um resultado anormalmente pesado entre “grandes”.

Jogo no Estádio do Dragão, no Porto.

FC Porto – Sporting, 5-2.

Ao intervalo: 3-1.

Marcadores:

1-0, Rolando, 18 minutos.

1-1, Izmailov, 22.

2-1, Falcao, 34.

3-1, Falcao, 42.

4-1, Varela, 48.

5-1, Mariano, 57.

5-2, Liedson, 92.

Equipas:

– FC Porto: Beto, Fucile, Rolando, Maicon, Álvaro Pereira, Fernando, Belluschi (Tomás Costa, 72), Ruben Micael (Valeri, 76), Mariano, Varela e Falcao (Orlando Sá, 76).

(suplentes: Nuno, Miguel Lopes, Nuno André Coelho, Guarin, Valeri, Tomas Costa e Orlando Sá).

– Sporting: Rui Patrício, Grimi, Tonel, Daniel Carriço, João Pereira, Adrien (Matías Fernández, 40), Miguel Veloso, João Moutinho, Izmailov (Pereirinha, 78), Saleiro (Pongolle, 46) e Liedson.

(Suplentes: Tiago, Abel, Anderson Polga, Pereirinha, Matías Fernández, Pongolle e Hélder Postiga).

Árbitro: Paulo Baptista (Portalegre).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Adrien (23), Grimi (31), Rolando (32), Daniel Carriço (38) e Varela (48).

Assistência: 36 614 espetadores.

RBA/SSS.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

LusaTudoben

Comments: 0