Nova estrutura de Comando da Gnr no Distrito de Portalegre

Views: 1845

Decorrente do processo de reestruturação da Guarda Nacional Republicana, o Grupo Territorial de Portalegre e a Brigada Territorial n.º3-Évora, da qual o mesmo dependia hierarquicamente, foram extintos em 31 de Dezembro de 2008, dando lugar a uma nova Unidade Territorial de âmbito distrital denominada – COMANDO TERRITORIAL DE PORTALEGRE. Na dependência desta nova Unidade vai também ficar o Destacamento de Trânsito de Portalegre, por força da extinção da Brigada de Trânsito, ficando a constituir mais uma das suas Subunidades.

A novel Unidade está a um nível de Comando semelhante a todas as suas pares distritais, tendo sido criadas uma por Distrito no Continente e uma em cada Região Autónoma, passando a depender hierarquicamente do Comando Geral desta Força de Segurança, sito em Lisboa. Fica, ainda, herdeira e depositária das tradições e do espólio histórico e documental do Grupo Territorial ora extinto.

Na sequência da criação da nova Unidade, foi nomeada a sua estrutura de Comando e Estado-Maior, tomando posse enquanto Comandante o Sr. Tenente-Coronel de Infantaria Mário José Ramiro Bagina. Tomaram ainda posse o Sr. Tenente-Coronel de Infantaria Francisco José Videira Caldeira no cargo de 2.º Comandante, e o Major de Infantaria Mário João Parente Monteiro como responsável para a área das Operações e Informações.

Na cerimónia formal de posse, realizada no pretérito dia 5 de Janeiro perante todos os Oficiais, Sargentos, Guardas e, ainda, os Comandantes dos Postos Territoriais do Distrito, o novo Comandante, no seu discurso, começou por saudar todos os militares que servem na GNR, louvando-lhes o seu empenho e dedicação à causa da segurança das populações do Distrito, garantindo que tudo fará para que o seu incremento seja uma realidade, compromisso esse que deseja abraçar com total determinação. Para isso, disse, quer contar com militares capazes e disciplinados mas, paralelamente, dignificados profissionalmente, que possam cumprir as suas funções de forma idónea e competente. Fazendo a apresentação dos seus mais directos colaboradores, e que com ele foram colocados na estrutura superior de Comando, o Comandante referiu estar extraordinariamente satisfeito com os militares em quem recaiu tal nomeação, isto porque lhes reconhece a sua aptidão profissional, para além do conhecimento que dos mesmos tem enquanto militares e camaradas. Terminou ambicionando boa sorte a todos, destacando que a de um era a de todos, aproveitando ainda o ensejo para desejar um óptimo 2009, ano que se prevê difícil e onde será necessário todos darem o melhor de cada um.

Já no exercício de funções, o Comandante do Comando Territorial de Portalegre da GNR estabeleceu que o estreitamento e incremento das relações e contactos com os Órgãos de Comunicação Social era um dos seus desígnios estratégicos, pelo que pretende aos mesmos apresentar os seus mais calorosos cumprimentos e votos de profícua colaboração.

 

 

 

Dos dados pessoais e profissionais do Sr. Tenente – Coronel Mário Bagina, importa salientar:

Ø       Tem 51 anos e foi promovido ao actual posto em Outubro de 2003.

Ø       Ingressou na ex – Guarda Fiscal em 1980, onde se manteve até à sua extinção, tendo desempenhado nessa Força de Segurança, entre outros, os cargos de Comandante da Secção de Elvas e, posteriormente, Comandante dessa Companhia.

Ø       Já na GNR, foi colocado em 1993 no AIP/EPG como Comandante da CCS, função que manteve até ao ano 2000, tendo nessa data sido transferido para a ex – Brigada Territorial n.º2 – Lisboa, por força da sua promoção a Major.

Ø       Em 2001 regressou novamente ao AIP/GNR, tendo-lhe sido confiado o Comando do Grupo de Instrução, mantendo-se nesse cargo até 2005, daí transitando para a ex – Brigada de Trânsito, mais uma vez por razão de promoção, Unidade onde desempenhou as exigentes funções de Chefe do Gabinete de Estudos e Planeamento.

Ø       Para além dos vários cursos de carreira, possui ainda o Curso de Formação de Formadores e o Curso de Trânsito.

Ø       No tocante a recompensas de carreira, ressalta a concessão de sete Louvores, sendo três de Comandante Geral e quatro de Comandante de Unidade, tendo, ainda, sido agraciado com as seguintes condecorações:

o        Medalha de Comportamento Militar Exemplar (grau prata)

o        Medalha de Serviços Distintos de Segurança Pública (grau prata)

o        Medalha de Mérito de Segurança Pública (1.ª Classe)

o        Medalha de Assiduidade de Segurança Pública (2 estrelas)

Ø       O Sr. Tenente – Coronel Mário Bagina é casado e tem um filho, e é natural e residente no Concelho de Portalegre

 

GUARDA NACIONAL REPUBLICANA
COMANDO TERRITORIAL DE PORTALEGRE

 

Comments: 0