OE 2009: “Os Verdes” criticam redução de “20,8 por cento” no PIDDAC para Évora

Views: 2888

O Partido Ecologista “Os Verdes” criticou ontem as verbas do programa de investimentos do Estado para o distrito de Évora em 2009, denunciando que representam uma redução de “20,8 por cento” e deixam cinco municípios “sem um cêntimo”.

    “Esta proposta, que totaliza 58,8 milhões de euros, é um desinvestimento para o distrito de Évora e, comparando com a do ano passado, implica um decréscimo de 20,8 por cento das verbas”, disse à agência Lusa um dirigente de “Os Verdes”, Luís Nascimento.

    O Partido Ecologista “Os Verdes” realizou ontem à tarde uma conferência de imprensa em Évora, onde analisou a proposta governamental, relativa ao distrito alentejano, do Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC) para o próximo ano.

    “Em termos globais, desde 2005 – ano em que teve início a actual governação socialista -, há uma quebra de 62 por cento, ou seja, quase dois terços, nas verbas do PIDDAC para Évora”, frisou Luís Nascimento.

    Esta “política de desinvestimento” está a afectar “toda a faixa interior do país”, disse, contrapondo que, apesar de regiões como a de Évora terem “menos eleitores”, os seus habitantes “são portugueses com iguais capacidades dos outros e têm direito a um investimento capaz”.

    “Esta nova proposta de PIDDAC vem criar mais dificuldades e restrições no desenvolvimento da região, acentuando as assimetrias regionais instaladas há vários anos”, sustentou.

    O mesmo dirigente de “Os Verdes” criticou ainda, em declarações à Lusa, que cinco municípios do distrito de Évora não tenham sido contemplados com “um único cêntimo” na proposta de PIDDAC apresentada pelo Governo.

    “Para Borba e Reguengos de Monsaraz (ambos PS), Viana do Alentejo, Mora e Vendas Novas (todos CDU) não há um cêntimo, com a agravante de que, no caso dos dois últimos, é o segundo ano consecutivo sem terem verbas previstas em PIDDAC”, lamentou.

    Também o deputado do PCP João Oliveira, eleito pelo círculo de Évora, já criticou, em conferência de imprensa realizada na semana passada, as verbas destinadas ao distrito pelo PIDDAC/2009, considerando que a proposta do Governo vai “agravar a discriminação” da região.

   

    RRL.

    Lusa/Tudoben

Comments: 0