OE2010: Queda no PIDDAC de Portalegre provoca silêncio no PS, PCP considera um “atentado” e PSD “frustrante”

Views: 1571

portalegre_2Portalegre, 28 Jan (Lusa) – O PSD considerou hoje “frustrante” e o PCP um “atentado” a descida de 90 por cento nas verbas atribuídas ao distrito de Portalegre no programa de investimentos públicos, tendo o PS local recusado comentar o assunto.

Portalegre está entre as regiões do país que percentualmente mais perdem de 2009 para 2010 na distribuição distrital das verbas do PIDDAC.

O distrito de Portalegre viu descer em 90,1 por cento as verbas inscritas no PIDDAC, passando de 27,7 milhões para 2,7 milhões de euros.

Dessa verba, 2,3 milhões de euros destinam-se ao concelho de Elvas, enquanto para o concelho de Portalegre a dotação é de apenas 190 mil euros.

“Mais uma vez, o PS está a penalizar o distrito de Portalegre de forma gravosa. O resultado deste PIDDAC para a região é inarrável”, disse à agência Lusa Cristóvão Crespo, presidente da Comissão Política Distrital do PSD.

“É muito grave a forma como o Governo continua a tratar o distrito. É mau demais para ser verdade, considero que é frustrante para a região a atenção que nos é dada em termos de investimentos”, sublinhou.

Dos 15 concelhos do distrito de Portalegre apenas oito têm dotação inscrita no PIDDAC para 2010, nomeadamente, Alter do Chão, Avis, Castelo de Vide, Elvas, Gavião, Monforte, Nisa e Portalegre.

Para Fernando Carmosino, da Direcção da Organização Regional de Portalegre (DORPOR) do PCP, a verba atribuída ao distrito de Portalegre vai provocar “consequências graves” às populações que habitam naquela região.

“Estamos perante um grave atentado contra a região. Esta medida socialista é bastante gravosa e trás consigo consequências graves para o distrito de Portalegre”, declarou.

“Deveria de haver força de vontade política, um espírito de solidariedade nacional para que projectos importantes que esta região possui fossem desenvolvidos. Ao não serem contemplados no Orçamento do Estado estamos perante um crime grave contra a região”, sublinhou.

Contactado pela Lusa o presidente Federação Distrital do PS de Portalegre, Rui Simplício, não quis prestar declarações sobre esta matéria.

HYT.

Lusa/Tudoben

Comments: 0