Agricultura: Aposta em recursos endógenos é oportunidade para o interior

Views: 1208

alentejo_graO ministro da Agricultura, António Serrano, apelou ontem, no Alentejo, aos responsáveis pelos territórios de baixa densidade populacional para apostarem na transformação de recursos endógenos como uma “oportunidade” para promoverem o seu desenvolvimento económico.

“Os territórios de baixa densidade populacional têm uma oportunidade na transformação e no aproveitamento de recursos endógenos e naturais”, afirmou António Serrano.

O ministro da Agricultura, Desenvolvimento Rural e das Pescas falava aos jornalistas à margem da inauguração da quarta edição da ExpoBarrancos, a decorrer até domingo naquela vila raiana do distrito de Beja.

Segundo António Serrano, os recursos endógenos e naturais daqueles territórios podem ser “capitalizados” através da conjugação com outros produtos, como a paisagem, as tradições, a cultura e a gastronomia.

“Tudo isto conjugado pode fazer a diferença nos mercados nacionais internacionais”, salientou, explicando que “hoje há muita gente que procura comprar um produto diferente”.

“E quando compram um produto, compram mais coisas, como paisagem, o contacto com uma população, uma tradição e uma cultura”, sublinhou.

Nesta lógica, o ministro destacou o exemplo do concelho de Barrancos, que, mesmo no interior do Alentejo, “não tem regateado esforços para mostrar o que tem de bom”.

Além da ExpoBarrancos, enalteceu o ministro, o concelho tem apostado na transformação do porco preto alentejano, produzindo um produto como o presunto “de elevada qualidade, com denominação de origem protegida e reconhecido já em todo o país e no espaço internacional”.

Desde hoje que quase 100 expositores portugueses e espanhóis participam na Feira do Presunto e dos Enchidos de Barrancos, que vai na sua quarta edição e pretende promover estes dois principais produtos da economia do concelho.

O certame, promovido pelo município, vai decorrer até domingo no Parque de Feiras e Exposições da vila raiana, com comércio e degustação de presunto, enchidos e de outros produtos tradicionais, exposições de artes plásticas e artesanato e espetáculos.

LL.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/Tudoben

Comments: 0