Copenhaga: Comissão Europeia contactou autoridades dinamarquesas sobre prémio prometido a jovens portugueses

Views: 489

evora_notÉvora, 12 Dez (Lusa) – A Comissão Europeia revelou hoje ter contactado as autoridades dinamarquesas acerca dos três estudantes portugueses galardoados, em 2008, no Concurso Europeu de Jovens Cientistas, cujo prémio previa a presença na Conferência de Copenhaga, que está em curso.

“A Comissão Europeia efectuou contactos com as autoridades dinamarquesas. Ninguém quer deixar estes jovens cientistas sem qualquer recompensa”, garantiu hoje à agência Lusa fonte do organismo, através de mensagem de correio electrónico.

A Lusa tinha questionado a Comissão Europeia, que tutela o Concurso Europeu de Jovens Cientistas (European Union Contest for Young Scientists – EUCYS), sobre a situação dos estudantes portugueses premiados, em Setembro de 2008, na final da competição, realizada em Copenhaga (Dinamarca).

Vasco Sá Pinto, Sérgio Almeida e Ana Beatriz Moreira ganharam o ‘The Climate Prize’ (Prémio do Clima) pelo projecto “A Ameaça Xenobiótica – Paracentrotus lividus e a Barrinha de Esmoriz”.

O galardão, um dos Prémios Especiais atribuídos pela entidade organizadora da final do EUCYS, a ‘Young Scientists – Denmark’, por delegação do Governo dinamarquês, previa a presença dos vencedores, durante cinco dias, em eventos da Conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre Alterações Climáticas, que decorre em Copenhaga, até dia 18.

Só que os três jovens e a Fundação da Juventude, entidade que organiza o concurso português onde são escolhidos os projectos para a final europeia, foram informados de que a participação não foi tratada pela ‘Young Scientists – Denmark’, que alegadamente entrou em processo de falência.

Os jovens, em declarações à Lusa, garantiram sentir uma “desilusão indescritível”, dada a “grande expectativa” em participar “numa conferência histórica” como a de Copenhaga.

A directora-geral da Fundação da Juventude, Maria Geraldes, lamentou igualmente a situação e o “incumprimento” do prémio pela organização dinamarquesa, revelando ter reclamado junto das autoridades daquele país e da Comissão Europeia, exigindo uma compensação para os jovens.

Na resposta enviada hoje à Lusa pela Comissão Europeia, esta entidade diz “compreender inteiramente a desilusão dos três jovens cientistas”, mas lembrou que o Prémio do Clima foi um dos galardões da responsabilidade da organização do EUCYS 2008.

“A Comissão Europeia não é responsável pela atribuição de todos os prémios” da final europeia do concurso, realizada, em cada ano, num dos Estados-membros, e assegura apenas os Grandes Prémios (primeiro, segundo e terceiro classificados, com três projectos galardoados em cada uma dessas categorias) e um prémio internacional que distingue o melhor projecto de um país convidado.

Contactada hoje pela Lusa, a Fundação da Juventude esclareceu que, relativamente às reclamações enviadas, a Comissão Europeia já respondeu, “a dizer que está a tomar diligências” para “encontrar uma solução para os jovens, a curto prazo”.

“Enviámos também uma reclamação para o ministro da Ciência e Tecnologia do Governo dinamarquês, que ainda não nos deu qualquer resposta, e outra para o gestor judicial da falência da ‘Young Scientists – Denmark’, que nos informou de que, por carta, alertou o mesmo governante sobre a situação”, disse a mesma fonte.

O EUCYS deste ano decorreu em Paris e, no próximo ano, vai ser realizado em Lisboa, sendo a segunda vez que Portugal organiza a final, depois da edição de 1998, no Porto.

RRL.

Lusa/Fim

Comments: 0