Dia do Turista: Três em cada quatro turistas que visitam o Alentejo são portugueses

Views: 752

evora_praca_geraldoO mercado interno representa três quartos da procura turística no Alentejo, a região portuguesa que, em 2009, registou o maior aumento relativo do número de dormidas, 4,6 por cento, sobretudo graças ao crescimento dos turistas nacionais.

O presidente do Turismo do Alentejo, António Ceia da Silva, revelou hoje à Agência Lusa que “cerca de 75 por cento” dos visitantes da região, ou seja três em cada quatro, são “turistas nacionais”.

Quanto à restante “fatia” da procura turística, a dos visitantes estrangeiros, a área desta Entidade Regional de Turismo (ERT) é procurada principalmente por espanhóis, seguindo-se os alemães e franceses.

O Reino Unido e a Itália, de acordo com a Turismo do Alentejo, são outros dos mercados tradicionalmente importantes na região.

Segundo Ceia da Silva, o Alentejo atrai, sobretudo, turistas “entre os 25 e os 55 anos, em idade ativa e escolaridade avançada, com filhos” e que denotam “forte apetência cultural”.

Contudo, realçou o responsável, existem hoje “novos segmentos de mercado” que devem ser considerados na procura turística alentejana e a que a região está atenta, em termos de estratégias de oferta.

“É o caso dos jovens mais vocacionados para o turismo de natureza”, exemplificou, destacando ainda produtos que “sustentam o ‘touring’ cultural e paisagístico”, que mobiliza “turistas seniores”.

A área da ERT Turismo do Alentejo engloba 47 municípios (de Beja, Évora e Portalegre e quatro concelhos do Litoral Alentejano), sendo que seis deles integram igualmente o Pólo de Desenvolvimento Turístico do Alqueva e cinco incluem-se no do Litoral Alentejano.

O presidente da Turismo do Alentejo tem garantido que 2009 foi “o melhor ano turístico de sempre” na região, sobretudo graças ao aumento dos turistas nacionais.

De acordo com dados provisórios fornecidos à Lusa pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a capacidade de alojamento na região, em julho de 2009, atingia as 10.508 camas.

Também com base no INE, a Turismo do Alentejo adiantou que o número de dormidas, no ano transato, em comparação com 2008, subiu 4,6 por cento, o que representa o “maior aumento relativo a nível nacional”.

“A média nacional decresceu 3,1 por cento”, disse a mesma fonte da ERT, atribuindo o crescimento relativo das dormidas na região ao incremento de turistas portugueses, na ordem dos “8,1 por cento”.

Em termos absolutos, em 2009 o Alentejo registou 1.135.381 dormidas nos estabelecimentos hoteleiros, contra 1.085.673 contabilizadas em 2008, com a maior procura a acontecer no verão, tendo a estadia média atingido 1,7 noites (em 2008 foi de 1,6).

A ERT prevê criar, em “meados de maio”, o Observatório Regional de Turismo do Alentejo, com as instituições de ensino superior e núcleos empresariais alentejanos, para produzir informação estatística sobre o setor e, entre outros estudos e missões, traçar o perfil do turista que procura a região.

RRL.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/Tudoben

Comments: 0