Estremoz: Município retoma projeto de zona industrial para fixação de empresas de grande dimensã

Views: 728

estremoz_imgO município alentejano de Estremoz vai retomar o projeto da zona industrial de Arcos com a intenção de proporcionar espaços para a fixação de empresas de grande dimensão, disse hoje o presidente da autarquia, Luís Mourinha.

O autarca adiantou à Agência Lusa que o projeto, abandonado pelo executivo municipal anterior (PS), pode constituir um polo de desenvolvimento económico da zona dos mármores e criar novos postos de trabalho.

“Pelo desenvolvimento e pelos empregos que poderá gerar no concelho, com a consequente fixação de jovens, é um projeto a que daremos continuidade”, salientou o autarca, eleito por um movimento independente.

Luís Mourinha frisou que o município já está a adaptar o plano de pormenor às novas realidades e vai candidatar a obra ao INALENTEJO – Programa Operacional Regional do Alentejo.

O autarca explicou que o processo da zona industrial de Arcos “parou com o executivo anterior”, apesar de já se encontrar “numa fase avançada”, no que diz respeito à expropriação de terrenos e candidatura a fundos da União Europeia.

O atual executivo municipal, segundo Luís Mourinha, entende que se trata de um “investimento de extrema importância” para o concelho, que deve ter continuidade.

Segundo o município de Estremoz, a retoma do projeto daquela zona industrial é uma obra que a autarquia quer lançar este ano, podendo a sua concretização vir a “constituir uma mais-valia para o concelho”.

Segundo a autarquia, a área dos lotes permite a instalação de empresas de maior dimensão, mas o plano de pormenor irá prever a possibilidade de divisão dos lotes e a sua ocupação por mais de uma empresa, garantindo assim que seja realizado investimento no concelho, caso a procura de lotes de grande dimensão não seja a prevista.

TCA.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/Tudoben

Comments: 0