Jornalistas Mário Crespo e José Manuel Fernandes ouvidos hoje no Parlamento

Views: 696

mario_crespoO pivot da SIC Mário Crespo e o ex-diretor do Público José Manuel Fernandes são hoje ouvidos em comissão parlamentar, dando início à audição de 25 pessoas sobre o “exercício da liberdade de expressão em Portugal”.

Os dois jornalistas serão ouvidos pela comissão parlamentar de Ética, Sociedade e Cultura na sequência de um requerimento do PSD, aprovado com os votos favoráveis de toda a oposição, para ouvir 25 pessoas, às quais foi acrescentada mais uma audição, do ministro dos Assuntos Parlamentares, proposta pelo CDS-PP.

A lista de audições foi elaborada depois de várias acusações ao Governo por alegadas interferências na comunicação social.

O “caso Mário Crespo” surgiu a propósito de um artigo que o jornalista escreveu com acusações ao Governo e que o Jornal de Notícias não publicou.

O artigo de Mário Crespo, que não saiu na sua habitual coluna à segunda feira no JN mas foi publicado no site do Instituto Sá Carneiro, acusa membros do Governo de terem falado depreciativamente sobre ele classificando-o como um problema, durante um almoço realizado em Lisboa.

Nas últimas duas semanas, o semanário Sol transcreveu extratos do despacho do juiz de Aveiro responsável pelo caso Face Oculta em que o magistrado considera haver “indícios muito fortes da existência de um plano”, envolvendo o primeiro ministro, para controlar a estação de televisão TVI e afastar Manuela Moura Guedes e José Eduardo Moniz.

A comissão irá ainda abordar a suspensão do “Jornal Nacional de Sexta” de Manuela Moura Guedes, e os investimentos publicitários do Estado em jornais nacionais.

Da lista de personalidades que serão ouvidos pela comissão parlamentar constam ainda os nomes de José Eduardo Moniz, Armando Vara, o ex-deputado do PS Arons de Carvalho, Manuela Moura Guedes, o assessor da PT Paulo Penedos, o administrador da PT Rui Pedro Soares e as jornalistas do Sol Felícia Cabrita e Ana Paula Azevedo, entre outros.

PMC.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/Tudoben

Comments: 0