Portalegre: Cerca de 50 trabalhadores da Selenis vão para o desemprego até setembro

Views: 5016

selins_fabrica_portalegreCerca de 50 trabalhadores da fábrica Selenis, de Portalegre, vão ser despedidos até ao mês de setembro, disse hoje à agência Lusa Paulo Cardoso, representante do Sindicato dos Fogareiros, Energia e Industrias Transformadoras (SINFOMATE).

“Em causa está a decisão tomada pelos operários ao rejeitarem o acordo proposto pela empresa, que desafiou os trabalhadores a abandonarem a unidade de forma voluntária, com o objetivo de reduzir em vinte cinco por cento a massa salarial”, disse.

“Os trabalhadores da Selenis vão mesmo ser despedidos porque não aceitaram o acordo e ninguém se ofereceu para negociar com a administração”, declarou.

Contactado pela Lusa, Emanuel Lopes, da administração da Selenis, assegurou que “não foi iniciado nenhum processo” para que os trabalhadores abandonem a unidade fabril, escusando-se, de seguida, a prestar mais comentários sobre esta matéria.

A Selenis emprega cerca de 300 trabalhadores e dedica-se à produção de polímeros.

De acordo com Paulo Cardoso, os despedimentos vão afetar entre os 40 a 50 trabalhadores e deverão ocorrer até ao mês de setembro.

“O pessoal mais velho que trabalha na empresa encara a situação com alguma naturalidade, mas os mais novos, aqueles que compraram agora casa e que estão a ter agora o primeiro filho estão desalentados”, declarou.

” Eu já vi trabalhadores a chorar. Há casos dramáticos”, sublinhou.

Paulo Cardoso explicou ainda que as propostas apresentadas pela administração aos trabalhadores, para que pudessem sair de forma voluntária, “não eram propostas credíveis”.

“O que eles ofereceram qualquer trabalhador rejeitava”, declarou, sem revelar os montantes que estiveram envolvidos nas negociações.

HYT.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do Novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/Tudoben

Comments: 0