Ano Novo: Alentejo espera que passagem de ano seja “bom período” turístico

Views: 770

hotelÉvora – A passagem de ano promete ser “um bom período” turístico para o Alentejo, afirmou o presidente da Entidade Regional de Turismo, Ceia da Silva, indicando que várias unidades hoteleiras da região estão “praticamente cheias”.

“As perspectivas para a passagem de ano são boas. Este vai ser um bom período”, frisou à agência Lusa o responsável da Turismo do Alentejo.

Segundo Ceia da Silva, os hotéis que registam maior ocupação situam-se nas zonas que, tradicionalmente, recebem maior número de turistas, como os casos de “Évora, Castelo de Vide e Tróia”.

“Mas há ainda alguma disponibilidade para reservas, pelo que os portugueses podem visitar o Alentejo para festejar o novo ano e aproveitar para recarregar baterias”, convidou.

Em Évora, o hotel Convento do Espinheiro, de cinco estrelas, já está esgotado para a última noite deste ano e para a primeira de 2010 e a “maior parte” dos clientes são portugueses, embora também acolha turistas “espanhóis e americanos”, disse o director da unidade, Dinis Pires.

“Sabores de Aquém e d’Além Mar” é a designação do programa de animação com que o hotel vai celebrar a passagem de ano, propondo aos clientes, acrescentou, “uma viagem de sabores e sons” inspirada nos “500 anos da conquista de Goa, que se assinalam no próximo ano”.

Quanto aos hotéis M’AR de AR de Évora, o Muralhas (quatro estrelas) e o Aqueduto (cinco estrelas), o director comercial, Pedro Salazar, adiantou que o primeiro “está completo” e o segundo “ainda tem alguns quartos disponíveis”.

Os clientes, na maioria nacionais, vão poder desfrutar de um jantar no Aqueduto, mas a festa de “reveillon” acontece no Muralhas, com música ao vivo e DJ’s.

Em Castelo de Vide, o hotel Sol e Serra está com uma taxa de ocupação na ordem dos “90 por cento”, mas até quinta-feira deverá ficar completo, disse fonte da unidade hoteleira.

A Pousada de Flor da Rosa, no Crato, e o hotel rural da Lameira, em Alter do Chão, encontram-se esgotados, acolhendo maioritariamente turistas portugueses.

No Baixo Alentejo, três das principais unidades hoteleiras têm programas especiais de fim de ano, que captaram sobretudo turistas nacionais.

O hotel rural Vila Galé Clube de Campo, perto de Beja, está “completo” e Pousada de São Francisco, no centro da cidade, “ronda os 80 por cento”, alimentando a “expectativa” de esgotar, enquanto que a Estalagem de São Domingos, na Mina de São Domingos (Mértola), está também quase cheia.

No Litoral Alentejano, a Lusa procurou obter dados, sem sucesso, junto de hotéis de Tróia (Grândola), mas apurou que, nos concelhos de Sines e Santiago do Cacém, as expectativas não são muito elevadas.

Em Santiago do Cacém, a taxa de ocupação do hotel Caminhos de Santiago não deve ultrapassar os “35 por cento” e a do Vila Park deve ficar com metade dos quartos ocupados, sendo semelhante o panorama no Hotel Sinerama, de Sines.

RRL/HYT/LL/AYN.

Lusa/Fim

Comments: 0