Crato: Autarca elege requalificação da rede de abastecimento de água e esgotos como prioridade

Views: 660

crato1Crato, Portalegre – O presidente do município alentejano do Crato, João Teresa Ribeiro, anunciou ontem que a requalificação da rede de abastecimento público de água e esgotos do concelho constitui uma das principais medidas que quer concretizar no actual mandato.

“A água que bebemos não tem as condições necessárias. Por isso, temos que requalificar a rede de abastecimento público de água e esgotos”, disse à agência Lusa João Teresa Ribeiro, eleito pela CDU.

De acordo com o autarca, que está a cumprir o seu primeiro mandato, uma das “grandes preocupações” do novo executivo camarário, passa por “oferecer” aos munícipes “água em boas condições”.

João Teresa Ribeiro, antigo presidente da Câmara Municipal de Vendas Novas (Évora), conquistou nas últimas eleições autárquicas para a CDU o município do Crato, que foi liderado 12 anos pelo socialista José Correia da Luz.

A construção de casas e de um novo centro de saúde, bem como “pugnar” para que o projecto de construção da Barragem do Pisão avance, são outras das medidas que o autarca pretende desenvolver.

“Estes projectos são importantíssimos para o nosso desenvolvimento”, sublinhou.

O autarca comunista considerou ainda que o estudo de viabilidade técnica, económica e ambiental do aproveitamento hidroagrícola de fins múltiplos da Barragem do Pisão apresenta-se como um dos projectos “estratégicos” para o desenvolvimento daquela região alentejana.

“É um projecto da responsabilidade do Governo, mas vai merecer uma atenção especial da nossa parte porque é aquele que pode ajudar a travar os processos de atraso económico, envelhecimento e de fixação das populações”, sublinhou.

A construção da Barragem do Pisão já foi anunciada por três primeiro-ministros, Mário Soares, António Guterres e Durão Barroso, mas continua por construir.

O projecto prevê que a pequena aldeia do Pisão, com cerca de 120 habitantes, fique totalmente submersa com o enchimento da albufeira.

A Barragem do Pisão prevê abranger uma área de 3200 hectares, tendo duas componentes distintas: o abastecimento público de água e o regadio.

A albufeira poderá ocupar uma área de 720 hectares, com capacidade para armazenar 100 milhões de metros cúbicos de água.

O perímetro de rega poderá beneficiar mais de três mil hectares dos concelhos do Crato, Alter do Chão, Fronteira e Avis.

Sobre a situação financeira e organizacional da Câmara do Crato, João Teresa Ribeiro explicou que ainda está a ser “apreciada” pelo actual elenco camarário.

“A real situação do município está um pouco pior do que aquilo que eu pensava, mas só no início do ano terei um conhecimento mais aprofundado de toda a situação”, concluiu.

HYT.

Lusa/Fim

Comments: 0