Évora: Promotores do Évora Resort exercem direito de preferência na compra de antiga escola primár

Views: 677

escola_primariaÉvora, 10 mar (Lusa) – Apenas uma das quatro antigas escolas primárias que a Câmara de Évora queria vender hoje, em hasta pública, foi adquirida, mediante o direito de preferência exercido pelos proprietários da herdade onde está inserida.

Os proprietários têm projetado para a herdade o complexo turístico Évora Resort.

O empresário Jaime Antunes, responsável da Frontino, empresa que pretende construir o empreendimento turístico de mais de 250 milhões de euros, exerceu o direito de preferência e adquiriu, por 40 mil euros, a antiga escola de Sousa da Sé, localizada na herdade com o mesmo nome, “às portas” da cidade de Évora.

“É um pequeno terreno que está encravado dentro da nossa propriedade e para nós não nos interessa ter ali um pequeno pedaço de terra com uma pessoa com direito de entrar para ali”, disse Jaime Antunes, em declarações aos jornalistas, para justificar a aquisição da antiga escola.

O empresário explicou que a propriedade, com cerca de mil hectares, “está toda vedada” e que a antiga escola primária “não vale rigorosamente nada” e “está em ruínas”.

“Dar 40 mil euros por 800 metros de terreno, que não dá para fazer coisa nenhuma, é, assim, um bocado para o caro, mas para nós tem a virtude de acabar com aquele enclave que está dentro da nossa propriedade”, justificou.

Observando que a antiga escola constitui “uma ruína que não tem recuperação” e está localizada na zona onde vai nascer o campo de golfe do complexo turístico, Jaime Antunes disse desconhecer, por enquanto, se vai demolir o antigo estabelecimento de ensino.

A antiga escola de Sousa da Sé foi a única que gerou interesse na hasta pública hoje realizada, com dois licitadores (das sete pessoas presentes) a disputarem a sua aquisição, embora no final a Frontino tenha exercido o direito de preferência por ser a proprietária da herdade.

O valor base de licitação desta escola era de 37 mil euros.

As restantes três antigas escolas primárias (S. Marcos da Abóbada, de S. Jordão e do Moinho de Mau Cabelo, todas na freguesia de Torre de Coelheiros), não receberam qualquer oferta.

A Câmara de Évora queria vender hoje as quatro antigas escolas primárias do concelho para dar utilidade a património municipal sem uso e gerar um encaixe financeiro superior a 220 mil euros.

Para a Herdade Sousa da Sé, perto de Évora, a Frontino tem previsto construir o Évora Resort, um empreendimento turístico de mais de 250 milhões de euros e classificado de Potencial Interesse Nacional (PIN), que prevê dois hotéis e residências turísticas, num total de 5570 camas.

Jaime Antunes garantiu hoje aos jornalistas que o projeto “está a andar” e que recebeu “há quinze dias o parecer final do turismo (instituto), um parecer positivo e não condicionado a nada”.

“Temos os pareceres todos entregues do ponto de vista da aprovação do loteamento”, assegurou o empresário, explicando que compete agora à Câmara de Évora “analisar e tomar a decisão final sobre o empreendimento turístico”.

MLM.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/Tudoben

Comments: 0