Governo e Renault-Nissan anunciam hoje localização de fábrica de baterias automóveis

Views: 611

socrates_notO primeiro-ministro e o presidente-executivo da aliança Renault-Nissan anunciam hoje a localização da fábrica de baterias para os automóveis eléctricos em Portugal, que representa um investimento de 250 milhões de euros e que vai criar 200 postos de trabalho.

Sines e Estarreja eram duas das localizações que estavam a ser estudadas pela aliança Renault-Nissan para a instalação desta fábrica, que terá uma capacidade anual de produção de 60 mil baterias por ano, afirmou à Lusa, em Julho, o presidente Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), Basílio Horta.

Nos últimos dias, a imprensa noticiou que Aveiro tinha sido a cidade escolhida para a localização da fábrica de baterias de iões de lítio, devido, entre outros factores, à proximidade de outra fábrica do grupo Renault-Nissan.

A agência Lusa contactou as autarquias de Aveiro, Estarreja e Sines, que se escusaram a fazer comentários sobre o assunto.

A localização será conhecida hoje, durante uma cerimónia que decorrerá no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, que contará com a presença do primeiro-ministro, José Sócrates, e do presidente-executivo da aliança Renault Nissan, Carlos Ghosn.

Em Julho, o vice-presidente da Nissan Europa, Eric Nicolas, anunciou que Portugal e o Reino Unido tinham sido os dois países escolhidos para a instalação de fábricas de baterias para veículos eléctricos.

Na altura, o primeiro-ministro qualificou a fábrica, que deverá começar a funcionar em 2012, como um “investimento âncora” para a instalação de novos investimentos no país na área dos carros eléctricos.

Portugal já arrancou com uma rede de abastecimento de automóveis eléctricos e o Governo já aprovou, na generalidade, um decreto sobre o regime de mobilidade eléctrica, que prevê um conjunto de incentivos fiscais e financeiros até 2012 para particulares e empresas que adquiram estes automóveis.

CSJ

Lusa/Fim

Comments: 0