Gripe A H1N1: Direcção do Hospital CUF Descobertas fala à tarde sobre morte de feto após vacinaçã

Views: 631

vacinacao_imgA direcção do Hospital CUF Descobertas, em Lisboa, dá hoje à tarde mais esclarecimentos sobre a morte de um feto de 34 semanas de uma grávida vacinada contra a gripe A que deu entrada naquela unidade hospitalar na segunda-feira.

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, o director clínico vai falar sobre o caso hoje às 14:00 naquela unidade hospitalar.

Uma grávida de 34 semanas, vacinada contra a gripe A, deu entrada no Hospital da CUF Descobertas, Lisboa, já com o feto sem vida, desconhecendo-se as causas da morte.

De acordo com a assessoria do Grupo Mello Saúde, a mulher encontra-se internada no serviço de neonatologia, “desconhecendo-se para já as causas da morte do feto”.

O director-geral de Saúde, Francisco George, lembrou na segunda-feira que quase todos os duas morrem fetos, afastando a possibilidade de haver uma relação entre casos deste e a administração da vacina contra a gripe A em grávidas.

Na ocasião, Francisco George, escusou-se a comentar o caso da grávida de Portalegre que no sábado perdeu um feto também de 34 semanas, três dias depois de ter sido vacinada, mas explicou que casos como estes podem acontecer “independentemente da vacina”.

A autópsia ao feto da mulher de Portalegre revelou que a morte terá ocorrido na “sequência de alterações da circulação sanguínea”.

DD/MLS.

Lusa/Fim

Comments: 0